Lance

Juanfran e Lucas Piton
Rodrigo Gazzanel/RM SPORTS IMAGES/Agência o Globo
Juanfran, do São Paulo, e Lucas Piton, do Corinthians, durante partida valida pela 6ª rodada do Paulista

Na noite deste sábado (15), no Morumbi, São Paulo e Corinthians fizeram o clássico da sexta rodada do Campeonato Paulista e terminaram no empate em 0 a 0. O duelo foi marcado por muitas polêmicas e os goleiros Tiago Volpi e Cássio se sobressaindo - principal motivo, por sinal, do jogo não ter tido gols, devido a grandes defesas. Pedidos de pênalti e paralisação da partida por conta de gritos homofóbicos também tiveram no encontro.

Com o resultado, o São Paulo chegou a nove pontos, na terceira colocação do Grupo C do Campeonato Paulista. O Corinthians, por sua vez, chegou a oito pontos, na segunda colocação do Grupo D. Ambas as equipes voltam a campo pela competição no próximo sábado - enquanto o Corinthians visita o Água Santa, o São Paulo duela com o Oeste.

Lamentável!

Clássico, festa dos torcedores, mas um episódio lamentável marcou o início da partida. Aos quatro minutos do primeiro tempo, o árbitro Douglas Marques das Flores interrompeu o jogo - com toda a razão do mundo - para alertar os jogadores sobre os gritos homofóbicos que vieram das arquibancadas quando o goleiro Cássio, do Corinthians, cobrava o tiro de meta. Gritos de "bicha" foram ouvidos. Em pleno 2020 isto ocorrer é inaceitável, meus amigos.

Bola rolando...

Já com a bola rolando, o jogo foi dos goleiros. Tiago Volpi, pelo lado do São Paulo, e Cássio, pelo lado do Corinthians, foram os nomes da partida. Aos 15 minutos, a primeira chance foi do Tricolor - Daniel Alves cobrou falta de longe e Cássio se esticou para espalmar. Aos 39, jogadores pediram pênalti de Yony González em Juanfran, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Antes do intervalo, duas intervenções espetaculares de Tiago Volpi em tentativas de Mauro Boselli, garantiram o 0 a 0 ao fim da etapa inicial.

Até o fim!

O panorama da partida seguiu no segundo tempo. Aos 15 minutos, Alexandre Pato ficou na cara do gol após bela bola de Vitor Bueno, com Cássio salvando com um leve toque. Aos 43, Luan buscou o ângulo de Volpi, que pulou com toda a força para evitar o gol, espalmando para fora. Nos acréscimos, mais uma reclamação de pênalti: Igor Gomes foi travado dentro da área, mas o árbitro mandou seguir. Resultado justo pelas belas atuações dos goleiros. Tem 0 a 0 chato, mas este clássico paulista certamente foi com um bom futebol.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 0 CORINTHIANS

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/hora: 15/2/2020, às 19h (de Brasília)
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP) - Nota LANCE!: 5,5 (acertou ao paralisar o jogo por conta de gritos homofóbicos, mas deixou de marcar um pênalti para o São Paulo no fim)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Neuza Inês Back (SP)
Gramado: Bom
Público/renda: 44.208 torcedores/R$ 2.006.260,83
Cartões amarelos: Vitor Bueno, Daniel Alves, Reinaldo (SAO) e Cássio (COR)
Cartão vermelho: -

GOL: -

SÃO PAULO: Tiago Volpi, Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Hernanes (Igor Gomes 12'/2ºT); Alexandre Pato (Liziero 40'/2ºT), Vitor Bueno e Pablo (Toró 29'/2ºT). Técnico: Fernando Diniz.

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Pedro Henrique (Bruno Méndez 21'/2ºT), Gil e Lucas Piton; Camacho e Victor Cantillo; Luan e Yony González (Everaldo 28'/2ºT) e Vagner Love (Pedrinho 9'/2ºT); Mauro Boselli. Técnico: Tiago Nunes.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais