Um dos sobreviventes da tragédia do Ninho do Urubu, ano passado, no Centro de Treinamentos do Flamengo , o meia Felipe Cardoso , de 16 anos, assinou contrato de três anos com o Red Bull Brasil ? com multa rescisória de 60 milhões de euros. Caso se destaque no novo clube, há a possibilidade de uma transferência para o RB Bragantino-SP, que vai disputar a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro em 2020. As informações são do O Dia .

flamengo arrow-options
Divulgação
Felipe Cardoso


Aprovado nos testes para vestir a camisa do Red Bull Brasil , Felipe sofreu para conseguir sua regularização em busca do primeiro contrato como jogador profissional. Dispensado pelo Rubro-Negro junto com outros quatro sobreviventes, no dia 13 de janeiro, ele só teve a documentação liberada no início desta semana.

Felipe já havia passado por um período de testes no Red Bull Brasil, onde foi prontamente aprovado. Bahia, Fluminense e Vasco também demonstraram interesse no garoto, que considerou o projeto de carreira do Red Bull Brasil mais atraente para ele e para a sua família.

Leia também: Convocado para depor em CPI, Rodolfo Landim pode não comparecer

SAÍDA FRUSTRANTE

A dispensa do Flamengo, clube no qual chegou em janeiro de 2019, não foi bem aceita por Felipe. "Aprendi mais uma dura lição de vida em busca do sonho (de ser jogador) ao ser liberado pelo Flamengo, por telefone. Não entendi e chorei, gritei, culpei tudo e todos, não quis falar com ninguém por um período, a dor foi gigante em meu peito. Após refletir muito cheguei à conclusão de que somos apenas números para muitos", postou em seu perfil no Instagram.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais