Alexandre Campello%2C presidente do Vasco arrow-options
Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Alexandre Campello, presidente do Vasco

A crise financeira do Vasco ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira. Funcionários do clube que trabalham na manutenção de São Januário fizeram uma paralisação para exigir uma posição do departamento financeiro quanto aos salários atrasados .

Leia também: Conor McGregor tem vídeo íntimo com amante vazado na web; assista

Segundo o site "Globo Esporte", após o almoço, os funcionários não voltaram às atividades até que Anderson Santos, diretor financeiro do Vasco , aparecesse para uma conversa. O dirigente alegou que não conseguiria dar uma previsão de pagamento, mas que existe chances de algumas receitas oriundas de patrocínios da Caixa e da Havan serem liberadas em breve. Após a reunião, de aproximadamente 20 minutos, o grupo retomou as atividades.

O débito do Vasco com seus funcionários varia de acordo com os valores dos salários. Quem ganha até R$ 1,8 mil, ainda não recebeu dezembro, 13º e janeiro. Já quem recebe acima deste valor, além destes vencimentos, ainda tem a folha de novembro em aberta.

    Veja Também

      Mostrar mais