Neymar discute com o árbitro%2C que
France 3/Reprodução
Neymar discute com o árbitro, que "vetou" um drible seu no jogo

No último final de semana, o atacante Neymar tentou dar um drible desconcertante no adversário durante vitória do PSG diante do Montpellier pelo Campeonato Francês e foi repreendido pelo árbitro Jérôme Brisard. 

O brasileiro se revoltou com a bronca na tentativa de aplicar uma "lambreta", começou a discutir com o juiz do duelo e acabou recebendo o cartão amarelo.

Assista no vídeo:

Ao final da partida, já no saguão de acesso aos vestiários, Neymar voltou a discutir com Brisard e saiu xingando o homem do apito, ainda bastante revoltado por ter sido punido. Confira abaixo:

Torcedores, imprensa francesa e brasileira ficaram ao lado do camisa 10 do Paris Saint-Germain, condenando a atitude do árbitro. Mas não foi a primeira vez que um drible acabou sendo punido.

Polêmica no Brasil

Leonardo Gaciba quando árbitro
Arquivo iG
Leonardo Gaciba quando árbitro

Em 2002, o então árbitro Leonardo Gaciba - atual chefe de arbitragem da CBF - deu falta do atacante Jabá, do Coritiba, em jogo contra o Santos, no Couto Pereira, por "abusar" dos dribles. Ele considerou menosprezo ao adversário o fato de Jabá ter insistido na firula, já que o duelo estava no fim e o Coxa vencia por 4 a 2.

Gaciba foi bastante criticado pela opinião pública e falou sobre o assunto alguns anos depois, em texto publicado em seu blog.

"Confesso que meu objetivo não era punir Jabá, mas, sim, preservar a partida. Meu apito fez estancar a corrida do zagueiro (objetivo alcançado). Só naquele momento parei para pensar como iria reiniciar o jogo. Então, marquei tiro livre indireto contra o atacante", comentou.

"No dia seguinte fui detonado por todos os lados pela minha atitude. A imagem que foi levada ao público em geral foi apenas os instantes finais de Jabá passando o pé por cima da bola e eu marcando a falta. Colunas bradavam: 'Garrincha não jogaria com Gaciba no apito' ou 'Querem acabar com a arte de driblar' foram corriqueiras no dia posterior", lembrou.

E Leonardo Gaciba ainda se desculpou, ponderando:  "Para aqueles que pensam que agi de forma equivocada atacando o futebol arte: desculpo-me; mas, deixo claro: apitaria a falta outra vez para evitar um tumulto", completou.

Lance inusitado na Suécia

Jan Gunnar Solli recebeu amarelo por jogada diferente
Reprodução
Jan Gunnar Solli recebeu amarelo por jogada diferente

Em 2014, em jogo da segunda divisão do Campeonato Suéco, o Hammarby goleava o Degerfors por 5 a 0 quando o meio-campista Jan Gunnar Solli resolveu tentar um drible diferente.

Faltando poucos minutos para o fim, Solli recebeu um passe na ponta esquerda, colocou a bola por baixo da sua camisa e passou pelo adversário. 

O árbitro entendeu a jogada como uma infração, provavelmente por ter sido uma atitude antidesportiva, marcou falta contra Solli e ainda aplicou o cartão amarelo para o engraçadinho, que chegou a pedir desculpas pelo lance. Assista abaixo:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários