Neymar discute com o árbitro%2C que arrow-options
France 3/Reprodução
Neymar discute com o árbitro, que "vetou" um drible seu no jogo

No último final de semana, o atacante Neymar tentou dar um drible desconcertante no adversário durante vitória do PSG diante do Montpellier pelo Campeonato Francês e foi repreendido pelo árbitro Jérôme Brisard. 

O brasileiro se revoltou com a bronca na tentativa de aplicar uma "lambreta", começou a discutir com o juiz do duelo e acabou recebendo o cartão amarelo.

Assista no vídeo:

Ao final da partida, já no saguão de acesso aos vestiários, Neymar voltou a discutir com Brisard e saiu xingando o homem do apito, ainda bastante revoltado por ter sido punido. Confira abaixo:

Torcedores, imprensa francesa e brasileira ficaram ao lado do camisa 10 do Paris Saint-Germain, condenando a atitude do árbitro. Mas não foi a primeira vez que um drible acabou sendo punido.

Polêmica no Brasil

Leonardo Gaciba quando árbitro arrow-options
Arquivo iG
Leonardo Gaciba quando árbitro

Em 2002, o então árbitro Leonardo Gaciba - atual chefe de arbitragem da CBF - deu falta do atacante Jabá, do Coritiba, em jogo contra o Santos, no Couto Pereira, por "abusar" dos dribles. Ele considerou menosprezo ao adversário o fato de Jabá ter insistido na firula, já que o duelo estava no fim e o Coxa vencia por 4 a 2.

Gaciba foi bastante criticado pela opinião pública e falou sobre o assunto alguns anos depois, em texto publicado em seu blog.

"Confesso que meu objetivo não era punir Jabá, mas, sim, preservar a partida. Meu apito fez estancar a corrida do zagueiro (objetivo alcançado). Só naquele momento parei para pensar como iria reiniciar o jogo. Então, marquei tiro livre indireto contra o atacante", comentou.

"No dia seguinte fui detonado por todos os lados pela minha atitude. A imagem que foi levada ao público em geral foi apenas os instantes finais de Jabá passando o pé por cima da bola e eu marcando a falta. Colunas bradavam: 'Garrincha não jogaria com Gaciba no apito' ou 'Querem acabar com a arte de driblar' foram corriqueiras no dia posterior", lembrou.

E Leonardo Gaciba ainda se desculpou, ponderando:  "Para aqueles que pensam que agi de forma equivocada atacando o futebol arte: desculpo-me; mas, deixo claro: apitaria a falta outra vez para evitar um tumulto", completou.

Lance inusitado na Suécia

Jan Gunnar Solli recebeu amarelo por jogada diferente arrow-options
Reprodução
Jan Gunnar Solli recebeu amarelo por jogada diferente

Em 2014, em jogo da segunda divisão do Campeonato Suéco, o Hammarby goleava o Degerfors por 5 a 0 quando o meio-campista Jan Gunnar Solli resolveu tentar um drible diferente.

Faltando poucos minutos para o fim, Solli recebeu um passe na ponta esquerda, colocou a bola por baixo da sua camisa e passou pelo adversário. 

O árbitro entendeu a jogada como uma infração, provavelmente por ter sido uma atitude antidesportiva, marcou falta contra Solli e ainda aplicou o cartão amarelo para o engraçadinho, que chegou a pedir desculpas pelo lance. Assista abaixo:


    Veja Também

      Mostrar mais