Goleiro Jean
Divulgação
Goleiro Jean

O Atlético-GO anunciou nesta segunda-feira (13) a contratação do goleiro Jean, ex-jogador do São Paulo, mas a notícia não agradou muito os torcedores do clube, que ficaram revoltados com a chegada do jogador que recentemente foi acusado de agredir sua mulher.

O presidente do Atlético-GO, Adson Batista, justificou a contratação de Jean:


O goleiro chegou a ser preso em Orlando, nos EUA, em dezembro do ano passado, depois que sua esposa divulgou um vídeo detalhando a agressão sofrida. Pouco depois, Jean foi solto, porém, o processo segue na justiça do país norte-americano.

Na última semana, após reunião entre dirigentes do São Paulo , o clube decidiu suspender o contrato do goleiro, que vai até 2022. O Tricolor optou por não rescindir o vínculo, já que teria de pagar ao atleta todos os valores previstos no contrato. O time do Morumbi só não arcaria com os valores caso Jean fosse demitido por justa causa.

Confira a revolta dos torcedores do Atlético-GO:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários