Tamanho do texto

Volante foi criticado pela torcida depois de Gabigol compartilhar uma foto ao lado do filho de Felipe Melo antes do jogo entre Palmeiras e Flamengo; veja

Lance

Felipe Melo explicou a foto postada por Gabigol com seu filho, horas antes do jogo entre Palmeiras e Flamengo. De acordo com o meio-campista, o garoto foi encontrar um amigo da família no hotel em que o clube rubro-negro estava hospedado em São Paulo.

Leia também: Mancha cobra Felipe Melo por foto do filho com Gabigol: "Créditos se esgotaram"

Felipe Melo arrow-options
Reprodução/Instagram
Felipe Melo

"Meus filhos foram ao hotel para ver o Carlão, amigo que conheci quando jogava no Flamengo. Carlão é da família, a ponto de tê-lo tatuado no peito. O Gabriel, com quem joguei junto, que tem meu total respeito, passou, viu meu irmão e foi lá, educado como é, falar com meus filhos, como eu faria com os dele. Perguntou se o Luke era o mais novinho, por que ele era muito pequeno na época da Inter, e chamou o Luke para fazer uma foto para me mandar e postou. E ele ter postado não ofende ninguém e nem instituição nenhuma. Nem a do Palmeiras, nem a do Flamengo. Dentro de campo, a história é outra", diz parte do post de Felipe Melo .

Leia também: Filho de Felipe Melo posa com Gabigol no hotel do Flamengo

Felipe recebeu críticas da Mancha Alviverde, principal torcida organizada do clube, por conta da imagem, postada pelo centroavante flamenguista, autor dos três gols na vitória por 3 a 1 no Allianz Parque.

Filho de Felipe Melo imita pose de Gabigol arrow-options
Reprodução
Filho de Felipe Melo imita pose de Gabigol

"Gostaria que soubessem que enquanto rolava a polêmica sobre a foto do meu filho (uma criança), eu estava tratando a panturrilha, na concentração, para entrar em campo e defender o Palmeiras. Com a competição no fim, poderia me poupar nesta reta final, mas comigo não tem essa e nunca vai ter", acrescentou Felipe Melo .

Ver essa foto no Instagram

Para acabar com esta história de que meu filho foi ao hotel do Flamengo fazer foto com o Gabigol, vou esclarecer. Isso é uma tremenda mentira. Meus filhos foram ao hotel para ver o Carlão, amigo que conheci quando jogava no Flamengo. Carlão é da família, a ponto de tê-lo tatuado no peito. O Gabriel, com quem joguei junto, que tem meu total respeito, passou, viu meu irmão e foi lá, educado como é, falar com meus filhos, como eu faria com os dele. Perguntou se o Luke era o mais novinho, por que ele era muito pequeno na época da Inter, e chamou o Luke para fazer uma foto para me mandar e postou. E ele ter postado não ofende ninguém e nem instituição nenhuma. Nem a do Palmeiras, nem a do Flamengo. Dentro de campo, a história é outra. Se ele tiver que me driblar, vai fazer. Se eu tiver que chegar junto, vou chegar. Mas fora, nos respeitamos muito e isso não é ofensa. Isso é futebol. Futebol se joga dentro das quatro linhas. Mas alguns torcedores que me detonaram nas midias sociais. Gostaria que soubessem que enquanto rolava a polêmica sobre a foto do meu filho (uma criança), eu estava tratando a panturrilha, na concentração, para entrar em campo e defender o Palmeiras. Com a competição no fim, poderia me poupar nesta reta final, mas comigo não tem essa e nunca vai ter. Pelo Palmeiras brigo, jogo, luto e sempre me entrego, de corpo e alma e vou continuar fazendo tudo isso. Desde que me apresentei, sempre honrei o clube, o nome Palmeiras e sua torcida e sempre farei isso, independentemente de estar vestindo essa camisa, ou não. Na verdade, estou escrevendo tudo que sempre demonstrei com minhas ações. Aprendi a amar este clube e esta torcida. #avantipalestra #palmeiras #gratidao #RespeitoSempre 💚💚🦁🐷💚 #Jesuscristomeurefugio

Uma publicação compartilhada por felipe (@felipemelo) em



    Leia tudo sobre: Futebol