Adilson Batista terá a missão de salvar o Cruzeiro
Divulgação
Adilson Batista terá a missão de salvar o Cruzeiro

Desesperado após a derrota por 1 a 0 diante do CSA, na noite desta quinta-feira, em pleno estádio do Mineirão, o Cruzeiro terá mudanças no seu comando para os três últimos jogos do Campeonato Brasileiro.

Leia também: Em áudio vazado, Thiago Neves cobra Zezé Perrella por salários atrasados

Depois do jogo, Abel Braga colocou seu cargo à dispoisição e teve sua demissão confirmada nesta sexta-feira pela diretoria do Cruzeiro . Abel nem foi para a entrevista coletiva pós-jogo, alegando estar de “cabeça quente”, não tendo condições de falar. 

Abelão fez 14 partidas à frente do clube, com três vitórias, três derrotas e oito empates. 

E um velho conhecido vai assumir o comando técnico do time: Adilson Batista , que foi jogador e treinador da Raposa, está de volta. 

Adilson está empregado novamente menos de 48 horas após ser demitido do Ceará, depois de ser goleado pelo Flamengo por 4 a 1, no Maracanã, na quarta-feira.

Adilson Batista terá apenas três jogos para salvar o Cruzeiro da queda para a segunda divisão. Restam os duelos contra Vasco, Grêmio e Palmeiras para o time celeste. São dois jogos fora, Vasco e Grêmio, e o Palmeiras em casa na última rodada do campeonato. 

O Cruzeiro tem 36 pontos e está na 17ª colocação do Campeonato Brasileiro, um ponto a menos do que o Ceará, primeiro fora do Z4. Adilson Batista tem histórico no Cruzeiro, pois comandou o time azul entre 2008 e 2010, chegando à final da Libertadores de 2009. 

Argel deixa o CSA mesmo vencendo

Argel Fucks deixou o CSA
Matheus Pimenta/ASCOM CSA
Argel Fucks deixou o CSA

Por falar em Ceará, onde trabalhava Adilson Batista, novo comandante do Cruzeiro, o time de Fortaleza acertou com Argel Fucks, que estava à frente do CSA na vitória diante dos cruzeirenses, na quinta-feira.

Argel Fucks pegou muita gente de surpresa e anunciou a sua saída do CSA na madrugada desta sexta-feira. Logo após a vitória contra o Cruzeiro, o treinador confirmou seu acerto com o Ceará para a reta final do Brasileirão.

"A gente sai com o dever cumprido, de portas abertas, agradece o apoio do torcedor, do clube, mas é um projeto diferente, já houve um convite muito forte em outubro e agora o convite é mais forte ainda", disse Argel.

"E e a gente entendeu, juntamente à minha comissão técnica, que era o momento de irmos para um desafio diferente. Eu gosto desse tipo de desafio, foi isso que a gente fez, e a gente sai daqui deixando o time vivo na competição", finalizou o ex-técnico do CSA.

    Veja Também

      Mostrar mais