Tamanho do texto

Rhuan, de 19 anos, comemora seu primeiro gol como profissional e garante vitória importante na Arena Condá

Lance

Rhuan marcou e o Botafogo venceu a Chapecoense arrow-options
Twitter oficial do Botafogo
Rhuan marcou e o Botafogo venceu a Chapecoense

O primeiro gol a gente nunca esquece. Com certeza, esta frase será falada pelo jovem Rhuan. Nesta quarta-feira, o atacante, de 19 anos, marcou o seu primeiro gol como profissional e de quebra garantiu a vitória do Botafogo pelo placar de 1 a 0 sobre a Chapecoense , na Arena Condá, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, os cariocas chegam a segunda vitória consecutiva e vão a 13ª posição, com 42 pontos. Do outro lado, os catarinenses estão rebaixados. É o primeiro rebaixamento da Chape na história desde que retornou à Primeira Divisão. Os times retornam a campo no fim de semana. No sábado, o Botafogo encara o Internacional, às 19h, no Nilton Santos. Já no domingo, no mesmo horário, a Chapecoense visita o Santos, na Vila Belmiro.  

FALTOU EXPLORAR 

As duas equipes tiveram um início equilibrado e ao longo do primeiro tempo ficaram entre altos e baixos. A Chapecoense conseguiu colocar Gatito para trabalhar, com cabeçada de Everaldo e Roberto. E foi só, pois a defesa carioca estava segura. Benevenuto e Gabriel confiantes. Contudo, na parte ofensiva, o Botafogo repetiu o roteiro dos outros jogos: pouco criou e faltou explorar as jogadas pelas laterais. A ordem de Valentim de finalizar mais a gol, dada no meio da semana, não foi correspondida.

O PRIMEIRO A GENTE NUNCA ESQUECE...

No momento em que a Chape estava melhor, o Alvinegro conseguiu um contra-ataque para balançar a rede. Diego Souza ganhou no jogo de corpo, a bola sobrou para João Paulo, que passou em profundidade para Rhuan, que deu um toque sutil por cima do goleiro e comemorou o seu primeiro gol em contexto importante na competição. Porém, antes disso, o Verdão do Oeste já tinha chegado três vezes com perigo, mas sem sucesso.

PODE VIBRAR! 

Depois de abrir o placar, o Botafogo manteve a postura dos contra-ataques e ainda reforçou o setor defensivo. Do outro lado, a Chapecoense buscou a todo momento o gol. Foram quase 30 finalizações, masa defesa carioca se segurou do jeito que pôde para permanecer o triunfo fora de casa. A maioria delas não assustou, porém teve momentos de apreensão. O Glorioso se afasta ainda mais da zona da degola.  

FICHA TÉCNICA 
CHAPECOENSE 0x1 BOTAFOGO

Estádio: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data-Hora: 27/11/2019, às 19h30
Árbitro: Anderson Daronco (RS) - Nota LANCE!: 6,5 (foi seguro nas marcações e não comprometeu)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes do VAR: Douglas da Silva (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
Público/Renda: N/D
Cartão Amarelo: Maurício Ramos, Bruno Pacheco(CHA); Gabriel (BOT)

GOLS: Rhuan 8'/2ºT (0-1). 

CHAPECOENSE
João Ricardo, Eduardo, Douglas, Maurício Ramos (Camilo; 15'/2ºT), Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Roberto (Gustavo Campanharo; 32'/2ºT), Renato (Arthur Gomes; 21'/2ºT); Henrique Almeida e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos. 

BOTAFOGO
Gatito Fernández; Fernando, Marcelo Benevenuto, Gabriel, Yuri; Cícero, João Paulo (Jean; 17'/2ºT). Alex Santana; Rhuan, Igor Cássio (Luiz Fernando; intervalo) e Diego Souza (Vinicius Tanque; 43'/2ºT). Técnico: Alberto Valentim.