Rio - Após Galvão Bueno ser submetido à uma cirurgia de emergência, na última quarta-feira, Luís Roberto foi anunciado como encarregado para substituir uma das vozes mais conhecidas dos brasileiros na final da Libertadores, entre Flamengo e River Plate. Apesar do desconforto pela substituição, o narrador , que estava de folga, embarcou para a capital peruana.

Leia também: Galvão Bueno tem alta da UTI e manda recado na Globo antes da fina

luis roberti
Reprodução
Narrador Luis Roberto, do Grupo Globo

"Fui lá, mas ele estava dormindo. Bateu o sono de manhã porque tomou um remédio, e falei que não ia acordar ele. Fiquei uma hora e meia por lá. É uma situação desconfortável substituir um colega por problema de saúde. E ainda mais um problema desse, não é uma questão de filho doente. Falo para ele, para a Desirée (sua mulher), que é o Galvão do Brasil. É o nosso Galvão . Mas quando cheguei e vi que ele estava melhor, fiquei mais aliviado", disse  Luís Roberto em entrevista ao UOL.

Leia também: Galvão também ficou fora da final da Libertadores vencida pelo Flamengo em 81

Ciente da responsabilidade de substituir um dos maiores narradores da história da televisão brasileira, Luís Roberto revelou como é o cronograma horas antes da bola rolar. Apesar de ter sido assunto nos últimos dias, esse tipo de substituição é normal.

"A gente tem um raio-x do que os times fazem. Se andarem tudo no lugar certo, temos uma previsão do que vai acontecer no jogo. Nacho (Fernández, do River) é um jogadoraço, Everton Ribeiro também é um jogadoraço, e Gabigol e Bruno Henrique estão jogando demais. Final única tem componentes únicos. Na final da Champions, o Liverpool perdeu o Salah com poucos minutos e o goleiro tomou um frango. Mas sinto que os times estão muito inteiros. É muito legal. É um marco, porque é inédita essa final única", analisou.

Leia também: Mulher de Galvão Bueno fala pela primeira vez após infarto do narrador

"Teve muita gente me procurando. Nas redes sociais houve muito comentário de forma muito parecida. Não consigo ler tudo, mas a maioria desejando boa sorte. Em uma situação dessa, teve um momento de conforto de ouvir isso", concluiu Luís Roberto .

    Veja Também

      Mostrar mais