A ideia da torcida do Flamengo era oferecer, no embarque do time a Lima, uma festa à altura da importância do jogo de sábado. O que não faltavam eram planos: dois pontos de encontro na cidade foram definidos e fogos de artifício comprados. O objetivo era fazer o já famoso “AeroFla” para passar apoio aos jogadores. Mas faltou combinar com o próprio clube e com as autoridades, que decidiram fazer diferente.

Leia também: Com River e Boca e sem o Flamengo, reunião do Mundial de Clubes irrita Conmebol

torcida do Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo
Torcida do Flamengo


Em reunião com órgãos de segurança e com a concessionária que administra o aeroporto do Galeão, ficou decidido que a delegação do Flamengo não passará pelo saguão de embarque. Os jogadores entrarão pelo terminal de cargas. Ou seja: não haverá contato com torcida , imprensa e curiosos.

Leia também: Galvão Bueno pede que jornalista argentino explique origem do palavrão "boludo"

A decisão atende ao interesse do aeroporto, que, assim, evita transtorno para os demais passageiros, e, principalmente, ao Flamengo. O clube explicou que, por determinação da Conmebol, precisa estar na sede da final até as 20h do horário local (22h de Brasília). A previsão é que a delegação chegue com uma hora de atraso, o que é tolerável pela confederação. No entanto, qualquer imprevisto no embarque pode atrasar este planejamento — e complicar o Flamengo.

Leia também: Flamenguista nem dorme! Veja dicas de como controlar a ansiedade antes da final

Ainda assim, a expectativa é de que um grande número de torcedores do Flamengo compareça ao entorno do aeroporto para acompanhar a passagem do ônibus. Já as organizadas decidiram se reunir em frente ao Ninho do Urubu, onde o time treinará na parte da manhã, para passar sua mensagem de apoio no momento em que o veículo deixar o local. O voo está previsto para as 15h30.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários