Tamanho do texto

José Carlos Peres foi punido nesta sexta-feira (08) após sugerir que o VAR tem ajudado o Flamengo em algumas rodadas no Campeonato Brasileiro

Lance

O presidente do Santos, José Carlos Peres , foi punido pelo STJD após sugerir que o VAR tem ajudado o Flamengo em algumas rodadas do Campeonato Brasileiro. O julgamento aconteceu nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro. A suspensão do mandatário santista é de 15 dias.

Leia também: Relembre as piores campanhas dos times que nunca foram rebaixados no Brasileirão

arlos Peres arrow-options
Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC
José Carlos Peres


O presidente do Santos tentou argumentar e disse que estava arrependido pela declaração. Além disso, citou que sua frase foi tirada do contexto.

Leia também: Jogador de equipe da elite do Paulistão morre durante o treino

- Me arrependi de ter falado, deveria ter calado a boca. Pedi desculpa para eles (Flamengo). Eu ficaria aborrecido se falassem isso. Não foi minha intenção. Falando de coração: não foi minha intenção - afirmou Peres, nesta sexta-feira.

Com a punição, Peres não poderá exercer as funções de presidente junto a CBF. Um membro do Comitê Gestor deve substituir neste caso. O vice-presidente Orlando Rollo segue afastado, deve retornar, mas ainda não foi notificado.

Leia também: Ex-presidente do Santos é expulso do quadro associativo do clube

O presidente do Santos foi enquadrado no parágrafo II do artigo 258, quando alguém 'desrespeita os membros da equipe de arbitragem e reclama desrespeitosamente contra suas decisões'. O mandatário santista poderia pegar uma pena de ate 180 dias.