Tamanho do texto

Em nota, setor de comunicação do Maracanã negou haver um torcedor no estádio que estaria escondido para poder ver jogo entre Flamengo e Grêmio

Estádio do Maracanã arrow-options
Divulgação
Estádio do Maracanã

A administração do Maracanã publicou na tarde desta terça-feira um comunicado desmentindo os boatos de que um torcedor do Flamengo estaria escondido no estádio desde o Fla-Flu do último domingo para acompanhar o jogo do Rubro-negro contra o Grêmio, nesta quarta-feira, pelo segundo jogo da semifinal da Libertadores.

Leia mais: Red Bull promete injetar R$ 200 milhões no Bragantino visando título da Série A

Em nota, o setor de comunicação do estádio afirma que foram feitas vistorias em todas as dependências do Maracanã , e reitera que as imagens que compartilhadas desde segunda-feira nas redes sociais são falsas.

"Domingo (20/10), logo após o Fla-Flu, todas as dependências do Maracanã foram vistoriadas já visando o esquema de operações montado para a partida desta quarta (23/10) entre Flamengo x Grêmio, válida pelas semifinais da Taça Libertadores. Os relatos e imagens de torcedores supostamente dentro do estádio são falsos", diz o texto.

Também nesta terça-feira, vinte pessoas foram presas por suspeita de organizar uma invasão ao Maracanã , durante o confronto entre  Flamengo x Grêmio . A investigação apontou que o bando trocava mensagens de áudio e vídeo em uma rede social para programar a invasão. Foram encontradas mensagens com ameaças de matar policiais, praticar roubos e constranger torcedores do Grêmio.

De acordo com a Polícia Civil, mais de 100 pessoas foram identificadas como integrantes desse grupo. Alguns têm antecedentes criminais e já respondem a processos no Juizado do Torcedor por má conduta em estádios de futebol. O Juizado Especial Criminal (Jecrim) expediu 27 mandados de prisão e 89 mandados de intimação. Ao todo, 300 homens em 113 equipes foram mobilizadas para ações na região metropolitana e no interior do estado.