Tamanho do texto

Maurício falou na saída do Beira-Rio, no domingo (29), sobre lance polêmico envolvendo um gol anulado do Palmeiras aos 39 minutos do segundo tempo

Lance

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, também comentou sobre o lance polêmico com o VAR. O mandatário deixou o Beira-Rio indignado com a arbitragem no empate por 1 a 1 com o Internacional e pediu uma atuação mais séria para a sequência dos jogos.

Leia também: Mancha Verde acusa Palmeiras de pedir adiantamento de cota para Globo

Maurício Galiotte arrow-options
Twitter/Reprodução
Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras



Para relembrar, aos 39 minutos do segundo tempo, o árbitro deu vantagem ao Palmeiras após uma falta cometida pelo zagueiro Klaus no atacante Willian. O lance, que terminou em gol de Bruno Henrique, foi posteriormente revisado com auxílio do VAR e anulado por um toque de braço de Willian.

Leia também: Em jogo marcado pelo VAR, Palmeiras empata com o Internacional no Beira-Rio

"A bola bateu (no braço) numa falta que ele (Willian) recebeu. Cadê a falta? O gol foi anulado, e nem a falta foi marcada. Estamos pedindo critério, justiça. Vamos disputar o campeonato de forma séria, mas que arbitragem também atue de forma séria", disse o dirigente.

Maurício Galiotte também comentou sobre o lance da partida entre Flamengo e São Paulo, no sábado, em que Gabigol pisou em Daniel Alves, mas na ocasião, não foi revisado pelo VAR.

"Até vou citar o lance aqui porque, enfim... É uma situação desconfortável demais para o futebol. O Felipe Melo toma cartão em absolutamente todas as jogadas. Ontem, o Gabriel pisou (em Daniel Alves, do São Paulo), e o VAR não foi pedido", comentou.

"Em muitos lances, é só vocês fazerem um levantamento, o VAR não tem atuado em jogos do Flamengo, isso é fato. Ontem foi um exemplo. Tem o jogo do Internacional também no Maracanã. A gente vem a público pedir uma arbitragem que apite igual para todos", completou.

Leia também: Na estreia de Diniz, São Paulo e Flamengo empatam no Maracanã

Com o resultado, o Palmeiras perdeu a oportunidade de se aproximar do Flamengo e permanece na vice-liderança, com 46 somados. No domingo, o Verdão pega o Atlético-MG, às 16h, no Allianz Parque.