Tamanho do texto

Atacante marcou golaço por cobertura e garantiu mais uma vitória do líder Flamengo dentro do Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro

Gabigol e Arrascaeta celebram gol do Flamengo no Maracanã arrow-options
Twitter/Reprodução/Desimpedidos
Gabigol e Arrascaeta celebram gol do Flamengo no Maracanã

Diante de mais de 68 mil torcedores presentes ao estádio do Maracanã , no Rio de Janeiro, o Flamengo venceu o Santos por 1 a 0 e conquistou o título simbólico do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

Leia também: Jorge, do Santos, acusa Jesus, técnico do Fla, de dar tapa em sua cara; assista

Com a vitória em casa, o Flamengo foi aos 42 pontos e ampliou sua vantagem na liderança do Brasileirão, já que o Santos, segundo colocado até o começo da rodada, ficou com 37.

A equipe rubro-negra teve muito mais volume de jogo e posse de bola no primeiro tempo, tanto que foi para o intervalo vencendo com um verdadeiro golaço de Gabigol , encobrindo o goleiro Everson. Na etapa final, o time anfitrião seguiu superior, mas não balançou mais as redes.

Veja no vídeo abaixo a obra-prima de Gabigol:

Na abertura do returno, no próximo final de semana, o Flamengo vai até Belo Horizonte encarar o Cruzeiro, enquanto o Santos recebe o Grêmio. Os dois jogos serão no sábado, dia 21 de setembro.

Cada vez mais líder, a equipe do técnico Jorge Jesus embalou com a sexta vitória seguida e conquistou o primeiro turno do Brasileiro, dando grande passo rumo ao hepta. Afinal, desde 2006, quando o campeonato passou a ser disputado por 20 clubes, nove dos 13 campeões de turno conquistaram o título no fim do ano.

Flamengo e Santos duelaram neste sábado pelo Brasileirão%2C no Maracanã arrow-options
Celso Pupo / Fotoarena / Agência O Globo
Flamengo e Santos duelaram neste sábado pelo Brasileirão, no Maracanã

O jogo

No duelo entre os dois melhores ataques do Brasileiro, o que se viu no primeiro tempo foi mais uma disputa ferrenha pela bola e um belo duelo tático entre os dois técnicos, buscando soluções e mudando as posições em campo.

O Santos de Jorge Sampaoli apostou numa marcação mais dura, às vezes abusando das faltas — e o árbitro Bráulio Machado também contribuiu ao apitar tudo. Já o Flamengo, que pressionou e complicou a saída da defesa adversária, tentou jogar mais, buscando o ataque desde o início, mas sem conseguir completar as jogadas.

O duelo estava bastante equilibrado, até que um detalhe definiu o placar da primeira etapa. O Santos teve duas chances e não soube aproveitar, enquanto o Flamengo contou com a precisão para abrir o placar, aos 43.

Se Jorge furou na pequena área — Sasha ainda chutou em cima da Rafinha — e Sanchez parou em Diego Alves — no rebote Soteldo foi travado —, o iluminado Gabigol foi preciso no chute, assim como Everton Ribeiro na roubada de bola e no lançamento que originaram o contra-ataque. Coube ao artilheiro tocar por cobertura ao ver Everson adiantado e marcar um golaço para explodir o Maracanã.

Como era de se esperar no segundo tempo, o Santos se lançou mais ao ataque, deixando mais espaço para o Flamengo, que seguiu atacando, mesmo com mais cautela. Entretanto, a qualidade do duelo caiu muito. O que se manteve foi a boa atuação da defesa rubro-negra, que levou poucos sustos e anulou os santistas.

Mesmo sem pressionar tanto, o Flamengo foi quem mais chegou com perigo. Gabigol e Arrascaeta chutaram rente à trave enquanto Bruno Henrique só não marcou golaço porque Everson salvou com a cabeça.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 x 0 SANTOS

Local : Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data : 14 de setembro (sábado)
Horário : 17h (de Brasília)
Árbitro : Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes : Kleber Lucio Gil e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR : Rafael Traci (SC)
Cartões amarelos : Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo, Marinho, Jorge Sampaoli, Cueva, Soteldo (SAN); Gabriel, Bruno Henrique, Jorge Jesus (FLA)
Público : 62.510 pagantes / 68.243 total
Renda : R$ 3.328.050,95

GOL :
Flamengo: Gabriel, aos 43 minutos do 1º tempo

Flamengo : Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luis (Renê); Willian Arão, Gerson, Éverton Ribeiro e Arrascaeta (Berrio); Bruno Henrique e Gabigol
Técnico: Jorge Jesus

Santos : Everson, Lucas Veríssimo, Lucas Peres (Uribe) e Gustavo Henrique; Victor Ferraz, Alison, Carlos Sánchez (Felipe Jonatan) e Jorge; Marinho, Soteldo e Eduardo Sasha (Cueva)
Técnico: Jorge Sampaoli