Tamanho do texto

Clássico tem histórico de brigas; jogo do próximo domingo pelo Brasileirão cria clima de guerra entre torcedores do Alviverde que irão ao Maracanã

Torcida do Palmeiras arrow-options
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Torcida do Palmeiras

A 17ª rodada do Campeonato Brasileiro será marcada por um clássico nacional que costuma ser cercado de tensão. Flamengo e Palmeiras se enfrentarão no Maracanã, às 16h do próximo domingo, e o clima nada amistoso entre os torcedores de ambas as equipes é a marca registrada do embate.

Leia mais: Após queda na Libertadores, Palmeiras banca permanência de Felipão

Torcedores do Palmeiras dão
Reprodução
Torcedores do Palmeiras dão "orientações" para o jogo contra o Flamengo

Em algumas redes sociais de torcedores do Verdão, já começam a circular mensagens com “orientações” aos membros dos grupos que irão à partida. Em um deles, as recomendações são fortes:

1 – “Ficar muito louco”

2 – “Não tomar tiro”

3 – “Socar mulambo”

5 – “Esquecer todas as outras regras que não sejam alguma dessas acima”

Vale lembrar que em caso de enfrentamento entre as torcidas, a possibilidade de uma punição severa aos clubes envolvidos é real, podendo haver perda de mandos de campo, jogos com portões fechados, multas, entre outras sanções.

As brigas costumam ser recorrentes quando palmeirenses e flamenguistas estão frente a frente. No ano passado, momentos antes de as equipes se enfrentarem no Maracanã pelo Brasileirão, um ônibus que levava a torcida do Verdão para o estádio foi apedrejado por membros de uma organizada do Flamengo. Na ocasião, dez pessoas ficaram feridas.

Em 2016, também houve uma grande briga entre as torcidas, em Brasília, no estádio Mané Garrincha. O confronto deixou um torcedor rubro-negro gravemente ferido, diversos palmeirenses detidos e três policiais machucados. Após a confusão generalizada nas arquibancadas, Palmeiras e Flamengo foram punidos com a proibição da presença de suas respectivas torcidas em algumas partidas, quando atuavam como visitantes.