Tamanho do texto

Cosme Araújo disse que conversou com sua cliente, que negou ter trabalhado como garota de programa em São Paulo

Najila Trindade durante um de seus trabalhos como modelo arrow-options
Reprodução
Najila Trindade durante um de seus trabalhos como modelo

No começo desta semana, a revista Veja publicou a informação de que Najila Trindade trabalhava como garota de programa  em um spa adulto da cidade de São Paulo, atendendo pelo nome de Thayla. E, por conta disso, ela teria sumido com seu celular, sem entregá-lo à polícia.

Leia também: Najila tenta esconder passado como garota de programa em spa adulto, diz revista

Diante dessa notícia, o advogado de Najila , Cosme Araújo, resolveu explicar a situação e contou em entrevista ao programa Balanço Geral , da TV Record. que conversou com ela sobre isso.

"Eu não reputei relevantes, porque eu não tinha conversado com minha cliente sobre essas indagações. Contudo, ao conversar com ela, ela negou . Mas eu não procurei me aprofundar sobre essa questão simplesmente porque reputo como irrelevante para a discussão no caso sobre a investigação", disse.

"Ainda que ela fosse, no meu entendimento, garota de programa , para eu tocar nesse assunto poderia ser visto como preconceito com pessoas que têm, talvez, não sei se é o caso dela, o meio de vida para sobrevivência", completou o advogado.

Najila Trindade aparece em campanha de marca de lingerie arrow-options
Instagram
Najila Trindade aparece em campanha de marca de lingerie

Cosme também lamentou o não indiciamento de Neymar no caso de estupro contra a sua cliente. "Eu acho que é deprimente. E vamos analisar e pós efetivamente o arquivamento ou não do inquérito ou mesmo punição ou não para o agressor, para o eventual estuprador, nós temos que analisar com tranquilidade e tomarmos as devidas providências", avisou.

"É lamentável, porque as autoridades policiais estão se deixando levar por jogo feito em determinadas mídias, que não são confiáveis. Vou analisar o caso passo a passo", disse Cosme Araújo, que disparou:

"Por que o pessoal de Neymar não fala nada? Porque têm certeza da impunidade. Têm certeza de que vai dar em pizza. No Brasil, quando se trata de celebridade milionária, o ônus da prova inverte. No caso de crime como estupro, a presunção é de culpa, não de inocência. E 99% dos juízes acompanham de que a palavra da vítima é preponderante em relação à do eventual autor do delito", finalizou.

Najila deixou a cidade de São Paulo e atualmente vive em Ilhéus, na Bahia, com seu filho de sete anos. Ela está sendo investigada pela Polícia Civil por comunicação falsa de crime e tentativa de extorsão de dinheiro do pai de Neymar.