Tamanho do texto

Rogério Lemes Coelho recebeu convite para prestigiar a partida contra o Goiás, nesta quarta-feira, de um lugar especial da arena corintiana

Torcedor do Corinthians foi detido na arena arrow-options
Reprodução
Torcedor do Corinthians foi detido na arena

No último domingo (4), o torcedor corintiano Rogério Lemes Coelho passou por maus bocados, ao ser abordado por policiais e levado para delegacia por ter se manifestado contra o presidente Jair Bolsonaro . O fato ocorreu nas arquibancadas do estádio do Corinthians, durante o clássico contra o Palmeiras, pela 13ª rodada do Brasileirão. Nesta terça-feira (6), no entanto, o torcedor corintiano detido recebeu uma boa notícia: ele foi convidado pelo clube para assistir ao jogo contra o Goías, que acontece nesta quarta-feira (7), de um camarote da arena corintiana.

Leia mais: Negociado com o Zenit, Malcom renderá R$ 5 milhões aos cofres do Corinthians

Além do convite especial feito ao corintiano detido , o clube também manifestou repúdio ao fato ocorrido no domingo, afirmando que a instituição sempre prezou pelo “compromisso com a democracia e a defesa do direito constitucional de livre manifestação”.

Confira a nota oficial divulgada pelo Corinthians :

“A Arena e o Sport Club Corinthians Paulista vêm a público repudiar o episódio que resultou na prisão do torcedor Rogério Lemes Coelho durante o jogo ocorrido no último domingo (04) contra o Palmeiras na Arena Corinthians, após sua manifestação contra o Presidente da República. O clube historicamente reitera seu compromisso com a democracia e a defesa do direito constitucional de livre manifestação, desde que observados os princípios da civilidade e da não violência. A agremiação lembra que diferentes autoridades, entre elas o presidente do clube, já foram alvo de manifestações da torcida durante os mais variados eventos esportivos realizados no local e o episódio caracteriza-se como um grave atentado às liberdades individuais no Estado Democrático de Direito”.

    Leia tudo sobre: Futebol