Tamanho do texto

Argentina, Uruguai, Paraguai e agora o Chile serão candidatos a sede conjunta do Mundial de 2030, quando o evento completará seu centenário

Copa do Mundo arrow-options
Divulgação/Fifa
Copa do Mundo


Ninguém sabe em qual continente acontecerá a Copa do Mundo de 2030. No entanto, a possibilidade do evento ser sediado na América do Sul ganhou mais um aliado nesta quarta-feira (17). O Chile se juntou oficialmente a Argentina, Uruguai e Paraguai numa candidatura conjunta para receber o Mundial.

Leia mais: Oito estádios da Copa de 2014 são investigados por suposto cartel em licitações

Durante a cúpula do Mercosul, que está sendo realizada na cidade de Santa Fé, na Argentina, o presidente do Chile , Sebastian Piñera, assinou alguns documentos juntamente com os presidentes de Argentina, Uruguai e Paraguai para formalizar a adesão ao projeto de sediar a Copa do Mundo.

Além da inclusão do Chile, ainda existe a possibilidade da Bolívia entrar no projeto como subsede da Copa, mas ainda não é certo se esta perspectiva se concretizará.

Em 2030, se completará 100 anos do primeiro mundial . Na ocasião, o Uruguai foi a sede do torneio. A Conmebol usa este fato como ponto forte para tentar trazer a Copa do Mundo de volta a seu local de origem, exatamente um século depois.