Tamanho do texto

Operação apreendeu documentos na sede administrativa do clube, no CT e nas casas do presidente Wagner de Sá e na do vice Itair Machado

cruzeiro
Alex de Jesus / O Tempo / Agência O Globo
Polícia Civil realizou uma operação de busca e apreensão na sede do Cruzeiro, em Minas Gerais

Lance


No início da manhã desta terça-feira (09), a Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu mandados de busca e apreensão na sede administrativa do Cruzeiro, no Barro Preto, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, e também na Toca da Raposa II, centro de treinamento do clube na Região da Pampulha.

Leia também:  Juninho Paulista é anunciado como novo coordenador de futebol na CBF

Além dos prédios oficiais do Cruzeiro, a polícia realiza buscas também nas casas do presidente do clube, Wagner Pires de Sá, e do seu vice de futebol Itair Machado. A defesa dos dirigentes celeste ainda não se pronunciou sobre a operação policial.

A polícia mineira, o Ministério Público de Minas Gerais(MPMG) e a Polícia Federal investigam irregularidades financeiras no clube como lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, uso de empresas de fachada em operações financeiras e quebra de regras e da lei sobre a negociação de direitos econômicos de jogadores incluindo um jovem de 12 anos, o que é proibido pela lei brasileira. 

Desde o dia 26 de maio, quando surgiram as denúncias, que o Cruzeiro vem sofrendo com uma crise institucional com a divulgação das supostas práticas criminosas de seus dirigentes. O Ministério Público mineiro disse que o processo corre em sigilo e que por isso não pode dar detalhes sobre as investigações.

presidente do cruzeiro
Reprodução / Cruzeiro
Wagner Pires de Sá, presidente do Cruzeiro, está sendo alvo de operação da Polícia Civil de Minas

A diretoria do clube emitiu uma nota sobre a operação da Polícia Civil e diz que colaborou com toda a investigação. 

"Entregamos às autoridades toda a documentação solicitada para a investigação. Lamentamos apenas que este fato esteja acontecendo exatamente às vésperas de uma decisão importante na Copa do Brasil. O Cruzeiro Esporte Clube informa que continuará à disposição das autoridades competentes para quaisquer tipos de outros esclarecimentos necessários", dizia parte do texto. 

A operação acontece faltando dois dias para o primeiro clássico pelas quartas de final da Copa do Brasil, contra o maior rival, Atlético-MG, quinta-feira, 11 de julho, às 20h, no Mineirão.

Leia também:  Vampeta critica Tite por evitar Bolsonaro em premiação da Copa América

Confira a íntegra da nota oficial do Cruzeiro:

A diretoria do Cruzeiro Esporte Clube vem a público manifestar seu apoio às apurações das denúncias feitas pelo programa Fantástico, da Rede Globo, no dia 26 de maio passado.

O Clube informa que entregou às autoridades toda a documentação solicitada para a investigação.

Lamentamos apenas que este fato esteja acontecendo exatamente às vésperas de uma decisão importante na Copa do Brasil.

O Cruzeiro Esporte Clube informa que continuará à disposição das autoridades competentes para quaisquer tipos de outros esclarecimentos necessários.

Belo Horizonte, 9 de julho de 2019.