Tamanho do texto

Decisão em primeira instância determinava pagamento de multa por ofensas contra o jogador Yoni González, do Fluminense

Yoni González comemorando
NETFLU/DIVULGAÇÃO
Yoni González foi vítima de injúria racial durante jogo entre Grêmio e Fluminense.

Nesta segunda-feira (8), o Grêmio foi absolvido pelo STJD no caso de injúria racial contra o jogador Yoni González, do Fluminense. Em primeira instância, a Justiça havia determinado que o clube gaúcho deveria pagar R$ 30 mil pelas ofensas proferidas contra o colombiano.

Leia também: Artilheiro da Copa América, Everton admite: "Saída do Grêmio pode estar próxima"

O caso ganhou notoriedade no dia seguinte ao jogo entre Grêmio e Fluminense , quando os cariocas venceram os gaúchos por 5 a 4. Em um vídeo publicado pela FluTV, é possível identificar uma torcedora chamando o Yoni González de "macaco". O caso foi levado pelo clube à Justiça e, em 17 de maio, os gaúchos foram condenados a pagar R$ 30 mil.

Entretanto, em uma nova decisão, o delator do processo, Mauro Marcelo de Lima e Silva, considerou que não existem provas o suficiente para condenar o Grêmio . Com isso, em nova votação, os auditores escolheram (por 5 a 2) não condenar o time do Sul. 


    Leia tudo sobre: Futebol