Tamanho do texto

"Ninguém pode fazer isso de cuspir com outro ser humano", avisou o camisa 10 tricolor após o duelo em Chapecó

Lance

Ganso fez o gol de empate do Fluminense contra a Chapecoense
Twitter/Reprodução
Ganso fez o gol de empate do Fluminense contra a Chapecoense

Após o apito final na Arena Condá , o meia Paulo Henrique Ganso se envolveu em uma discussão com alguns torcedores da Chapecoense . Enquanto dava entrevista, o jogador foi vaiado, xingado e recebeu até algumas cusparadas.

Leia também: Firmino supera Neymar e se torna o brasileiro mais caro do mundo

Ganso não gostou e respondeu mostrando o escudo da equipe carioca e pedindo mais. O autor do gol do Fluminense  no empate por 1 a 1 explicou o que aconteceu. 

"Os torcedores estavam cuspindo, xingando, acho que eles deveriam ter um pouco mais de respeito com o jogador. Ninguém pode fazer isso de cuspir com outro ser humano", avisou o camisa 10 tricolor.

"Torcedor da Chapecoense tinha que ser muito grato por tudo que passou. Não deveriam fazer isso. Todo mundo se pronunciou e quis ajudar [depois do acidente]. Ao invés disso ficaram cuspindo e me chamando para briga. Infelizmente o torcedor é assim, o Brasil é assim. Depois eles ficam chateados. Deveriam é ter mais respeito com os outros", continuou.

Leia também: Palmeiras anuncia a contratação de Ramires, ex-volante da seleção brasileira

Durante os 90 minutos, Ganso também discutiu com alguns jogadores da Chapecoense. O meia foi advertido com o cartão amarelo depois de um desentendimento com Everaldo.

"No primeiro tempo, quando eles fizeram o gol, o goleiro deles estava tranquilo, sem pressa. Depois que empatamos, ele queria correr atrás, mas isso é coisa normal do jogo", comentou.

Com o resultado em Chapecó, o Fluminense chegou aos oito pontos e vai para a parada da Copa América uma posição acima da zona de rebaixamento, em 16°. Na próxima rodada, em julho, o Tricolor recebe o Ceará.

A Chapecoense também soma oito pontos, mas está no Z-4 devido aos critérios de desempate. O próximo compromisso é o Atlético/MG, em casa.

    Leia tudo sobre: Futebol