Tamanho do texto

Segundo o Times, a Fifa desistiu da ideia de realizar a Copa de 2022 já com 48 seleções. A mudança deverá acontecer apenas para a Copa de 2026

Lance


Gianni Infantino
Divulgação
A Fifa, presidida por Gianni Infantino, teria desistido de propor que a Copa de 2022 tivesse 48 seleções participantes.

Depois de muita discussão, parece que a Fifa voltará atrás na decisão de expandir o número de seleções participantes da Copa do Mundo já em 2022. De acordo com o jornal 'Times', a entidade vai abandonar a ideia por conta de questões políticas e de logística.

Leia também: 

Segundo o diário, o presidente da Fifa , Gianni Infantino, tem pressionado os membros do comitê para que a expansão do Mundial fosse feita já na próxima edição, diferentemente do que havia sido confirmado apenas para a Copa de 2026, que terá três sedes (Estados Unidos, Canadá e México).

Contudo, o manda-chuva da entidade ficou ciente de que seria inviável expandir a Copa do Mundo já em 2022 por conta de conflitos geopolíticos da região e de logística. Ao que tudo indica, Infantino comunicará o abandono da ideia já no próximo congresso da Fifa, no dia 5 de junho, em Paris, que a expansão ficará somente para a Copa do Mundo de 2026.

Estádio Copa Qatar
Divulgação
Após a decisão da Fifa, a Copa do Qatar deverá ter apenas 32 seleções.

A Copa do Mundo é disputada no atual formato, com 32 seleções, desde 1998. Antes disso, o mundial teve apenas 24 participantes. Ainda não foi definida a quantidade de vagas que cada confederação continental teria no novo formato da competição. 

    Leia tudo sobre: Futebol