Tamanho do texto

Cacau Cotta causou polêmica ao se manifestar sobre as pichações no muro da Gávea. Para o diretor Rubro-negro, o ato foi político

Muro do Flamengo na Gávea é pichado com o pedido de
Twitter/Reprodução
Muro do Flamengo na Gávea é pichado com o pedido de "Fora Abel"

Diretor geral de relações externas do Flamengo, Cacau Cotta causou polêmica entre a torcida após uma declaração dada no programa "Os donos da bola". Durante entrevista, o dirigente foi questionado sobre as pichações que apareceram nos muros da Gávea no dia 20.

"Da forma que foi escrito, Mickey certo, todo certinho, não foi a torcida, né? Aquilo é político", justificou o dirigente. Cotta se referiu a uma frase específica contida nas pichações, "Copa Mickey é o c...", uma reação à valorização da conquista da Florida Cup por parte da diretoria do Flamengo , em nota divulgada no último dia 03 .

pichação de torcedores do Flamengo
Twitter/Reprodução
Título da Florida Cup em janeiro foi citado em protesto

O dirigente ressaltou as conquistas do clube ao longo do ano, apontou o calendário inicial do Brasileirão como "difícil" como uma das justificativas para o mau início do clube no torneio.

Leia também: Gabi...gol? Após ótimo início, camisa 9 vive má fase e jejum no Flamengo

"Eu vejo como um movimento político. Está aí a prova, ontem se marcou um protesto e tinham apenas sete pessoas. Não é a torcida do Flamengo", disse Cacau Cotta .

Após a repercussão ruim de sua declaração, o diretor do Flamengo usou o Twitter para justificar sua fala, e afirmou que buscou defender a torcida, que seria vítima de ataques da mídia.