Tamanho do texto

Jogo se encaminhava para ser decidido nos pênaltis quando Vagner Love acertou belo chute para dar a vitória ao alvinegro e sacramentar o título

Jogadores do Corinthians
Eduardo Carmim/Photo Premium/Agencia O Globo
Jogadores do Corinthians com a taça do Campeonato Paulista 2019

Para a festa de 46.903 corintianos presentes na arena em Itaquera, o Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 1, neste domingo (21), e conquistou o tricampeonato paulista consecutivo, o 30º de sua história. A vitória foi construída com um gol em cada tempo, sendo o segundo já no final, quando tudo se encaminhava para ser decidido nas penalidades. É também o terceiro título seguido estadual de Fábio Carille.

Leia também: Festa na favela! Flamengo vence Vasco outra vez e é campeão carioca de 2019

Danilo Avelar, marcado por fazer gol da vitória no clássico contra o Palmeiras na fase inicial do Paulistão, fez o primeiro, aos 31 minutos do primeiro tempo, o jovem Antony empatou aos 46 da etapa inicial, mas Vagner Love fez o da vitória - e do título do Corinthians - aos 43 minutos, em jogo com poucas chances e tecnicamente fraco.

Pelo lado tricolor da final, o jejum sem título estadual permanece - o último foi em 2005. A equipe segue em quarto na lista de maiores vencedores, com 21 títulos. Santos e Palmeiras dividem a segunda posição, com 22.

Como foi o jogo

Danilo Avelar
Alexandre Battibugli / FPF
Danilo Avelar fez o primeiro gol do Corinthians e ajudou na conquista do título

O primeiro tempo na Arena Corinthians teve momentos altos e baixos. Foram poucas chances criadas pelos dois times, que mais apostavam na bola parada. A primeira foi do dono da casa, só aos 30 minutos, quando Henrique aproveitou sobra na área e finalizou. Bruno Alves entrou na frente e impediu o gol.

Na cobrança de escanteio logo na sequência, Ralf ganhou no alto e a bola sobrou na pequena área, onde apareceu Danilo Avelar para desviar e mandar para as redes, abrindo o placar na decisão paulista. Outra boa chance aconteceu aos 42 minutos, quando Pedrinho serviu Fágner, que driblou o defensor e bateu de perna esquerda. Thiago Volpi se esticou e salvou.

Quando parecia que o São Paulo iria para o intervalo na desvantagem, o time comandado por Cuca conseguiu trocar passes na entrada da área corintiana. A zaga tentou afastar em certo momento e a bola ficou com Antony , que trouxe para o meio e bateu no canto. A bola acertou a trave e morreu no fundo do gol de Cássio.

A etapa complementar começou igual a inicial, truncada, com poucos passes trocados e poucas chances. A novidade foi a entrada de Hernanes no lugar de Everton Felipe no intervalo.

Uma boa chance aconteceu somente aos 26 minutos, quando Everton ganhou de Manoel, a bola sobrou para Léo, que finalizou bem, mas a bola bateu na rede do lado de fora.

A partida se encaminhava para ser decidida nos pênaltis quando, aos 43 minutos, Sornoza acertou lindo lançamento para Vagner Love , que bateu de primeira e venceu Tiago Volpi, explodindo a Arena corintiana.

O São Paulo ainda tentou ir pra cima nos minutos finais em busca do empate, mas era tarde. Aos 50, Raphael Claus pediu a bola e apitou o final da partida.

Além do Corinthians , outros muitos times fizeram a festa pelo Brasil. O Flamengo foi campeão no Rio de Janeiro; no Ceará, o Fortaleza levantou o troféu; em Pernambuco, a festa foi do Sport; o Avaí foi campeão catarinense; no Paraná, deu Athletico; o Bahia venceu o Baiano; o Atlético-GO levantou a taça em Goiás; e o CSA em Alagoas. Antes, Grêmio e Cruzeiro também já haviam sido campeões em seus estados.

    Leia tudo sobre: futebol