Tamanho do texto

Goleiro do Flamengo tentou cumprimentar o zagueiro Werley, mas o jogador do Vasco ignorou e acabou perdendo a penalidade decisiva

Goleiro César do Flamengo tenta cumprimentar Werley do Vasco
Reprodução
César, goleiro do Flamengo, ficou no "vácuo" ao tentar cumprimentar Werley, do Vasco

O Flamengo buscou o empate por 1 a 1 contra o Vasco aos 48 minutos do segundo tempo e, depois, venceu por 3 a 1 nas penalidades, conquistando o título da Taça Rio, o segundo turno do Camponato Carioca.

Na última cobrança do Vasco, o zagueiro Werley se recusou a cumprimentar o goleiro César, do Flamengo , que ficou no "vácuo" com a mão estendida. Na batida, o vascaíno chutou por cima e o rubro-negro ficou com a taça.

Confira no vídeo:

Depois do jogo, o arqueiro garantiu que não houve maldade ou segunda intenção em sua atitude, mas não deixou de ironizar Werley por conta da atitude. "Na verdade, eu ia apertar a mão dele. Sempre faço isso, um cumprimento normal. Mas, enfim, ele não quis me cumprimentar, e a gente ganhou", disse César.

Pelo lado do Flamengo , Vitinho, Arrascaeta e Uribe converteram suas cobranças nas penalidades, enquanto Rodinei parou em defesa de Fernando Miguel. Já no Vasco, apenas Danilo Barcelos converteu. Além de Werley, Rossi também já havia batido para fora e César defendeu a finalização de Thiago Reis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.