Tamanho do texto

Anderson da Cruz Andrade e Nerivaldo Moura de Andrade foram condenados por homicídio privilegiado após esfaquearem Leandro Zanho

Dois acusados pelo homicídio do torcedor palmeirense Leandro de Paula Zanho , de 38 anos, no ano passado, foram condenados nesta quarta-feira pela 5ª Vara do Tribunal do Júri da capital paulista. A informação foi publicada nesta madrugada.

Leia também: Felipão será apresentado sexta-feira no Palmeiras e já tem data de estreia

O palmeirense Leandro Zanho foi esfaqueado e morto em 2017, deixando esposa e três filhos
Arquivo pessoal
O palmeirense Leandro Zanho foi esfaqueado e morto em 2017, deixando esposa e três filhos

Os acusados Anderson da Cruz Andrade, condenado a cinco anos e dez meses, e Nerivaldo Moura de Andrade, condenado a cinco anos, deverão cumprir a pena em regime inicial semiaberto por conta da morte do palmeirense . Anderson já está preso.

O crime ocorreu em 12 de julho de 2017 após um jogo entre Palmeiras e Corinthians , em São Paulo, durante uma briga entre as torcidas rivais. A vítima foi atingida por golpes de facão, chegou a ser socorrido na Santa Casa de São Paulo, mas morreu no dia seguinte.

Leia também: Palmeiras fecha empréstimo do zagueiro Gustavo Gómez, que pertence ao Milan

Na sentença, o juiz Paulo de Abreu Lorenzino destacou que os réus poderão recorrer em liberdade. O magistrado considerou o caso como homicídio privilegiado, fator que reduziu a pena de ambos.

Este tipo de homicídio é quando o agente comente o crime impulsionado por motivo de revelante valor social ou moral, ou sob o domínio de violenta emoção, e a injusta provocação da vítima.

O crime e a morte do palmeirense

O palmeirense Leandro de Paula Zanho
Arquivo pessoal
O palmeirense Leandro de Paula Zanho

O Corinthians havia vencido o Palmeiras por 2 a 0 no Allianz Parque. Após a partida, um trio de amigos palmeirenses ia embora para casa, porém no meio do caminho, ainda no centro, encontraram corintianos.

Leia também: Voltamos a ser você: retorno de Felipão e as imagens diferentes da mesma pessoa

Imagens mostraram que os torcedores do Palmeiras agrediram Anderson e em seguida Nerivaldo esfaqueou o palmeirense Leandro Zanho. Logo após o crime, os corintianos fugiram e os amigos de Zanho chegaram a levá-lo ao hospital. Ele deixou três filhos e a esposa.

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Leia tudo sobre: futebol