Tamanho do texto

Treinador chega para substituir Dorival Júnior no comando do São Paulo. Antes do Tricolor, Aguirre já trabalhou no Internacional e no Atlético-MG

A busca por um novo treinador no São Paulo chegou ao fim. O Tricolor acertou um acordo com Diego Aguirre para ser o novo técnico do time no restante da temporada. O vínculo com o clube paulista vai até dezembro de 2008, sem multa recisória.

Leia também: Dorival Júnior é demitido do São Paulo após derrota para o Palmeiras

Diego Aguirre no comando do Atlético-MG, em 2016
Divulgação
Diego Aguirre no comando do Atlético-MG, em 2016

Como Aguirre estava sem clube, a sua contratação foi facilitada e era o primeiro nome da lista dos dirigentes do São Paulo para assumir o cargo. No entanto, o treinador pode deixar o clube já em julho, após o final da Copa do Mundo. Já que seu contrato não tem multa em caso de saída, o uruguio continua sendo um nome forte para treinar a seleção do seu país após o Mundial.

O atual treinador do time celeste é Óscar Tabárez, que está desde 2006 no cargo. No entanto, esta deve ser a sua última Copa no comando da seleção e deve deixar o comando após o Mundial. Aguirre já era especulado para ser seu substituto e continua sendo um nome a ser estudado, mesmo com o contrato com o Tricolor.

Leia também: Fiorentina vence primeiro jogo sem Astori com gol de brasileiro que o substituiu

O treinador quer companhar a partida do São Paulo contra o Red Bull Brasil neste domingo. A partida no Morumbi marca a última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. Aguirre já está na cidade, mas deve ficar apenas nos camarotes, e não ter um contato oficial com os jogadores e a comissão técnica.

O novo treinador já teve uma passagem pelo clube no início dos anos 90. Na época, o uriguio jogou ao lado de Raí, atual executivo de futebol, e de Ricardo Rocha, atualmente coordenador. Além dos dirigentes, Aguirre ainda irá reencontrar o zagueiro Lugano, que foi seu comandado no Plaza Colônia, do Uruguai, em 2002.

Leia também: Torcida do Barça não quer a volta de Neymar, mas Zidane abre as portas no Real

O estilo de trabalho do novo treinador do São Paulo é baseado no rodízio. O comandante gosta de dar espaço para todos os atletas do elenco no intuito de sempre manter os comandados em sua melhor condição física devido ao grande número de partidas no ano. Com isso, jogadores que perderam espaço com Dorival Júnior podem ter uma nova chance no clube.


    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.