Tamanho do texto

Goleiro, campeão olímpico com a seleção brasileira nos Jogos do Rio 2016, foi anunciado pelo time na sexta e já ganhou homenagem nas redes sociais

Palmeiras tem um novo "pegador de pênalti". Pelo menos é assim que o time classifica o goleiro Weverton, anunciado na sexta-feira (15), em um vídeo publicado nas redes sociais e no canal de Youtube da equipe paulista. 

Leia também: Veja como ficaram os jogos da primeira fase da Copa do Brasil 2018

Palmeiras anuncia contratação de Weverton e exalta lado 'pegador de pênalti' do goleiro
Reprodução/Twitter/@Palmeiras
Palmeiras anuncia contratação de Weverton e exalta lado 'pegador de pênalti' do goleiro

Weverton , que estava no Atlético-PR , já passou por exames médicos no Palmeiras, foi aprovado, e assinou contrato de cinco anos com o time alviverde. Para comemorar, a equipe anunciou a contratação nas redes sociais e ainda publicou um vídeo no qual inclui o goleiro na lista daqueles considerados especialistas em defender pênalti que já vestiram a camisa alviverde. 

As imagens mostram ídolos palmeirenses e terminam com a atuação do recém-contratado na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, quando defendeu o último pênalti na decisão diante da Alemanha. Em seguida, Neymar converteu para o Brasil e a seleção assegurou a inédita medalha de ouro na competição. Assista ao vídeo: 


Leia também: Peladona, Neymar, mortes, polêmica... as notícias campeãs de audiência de 2017

Números do goleiro

Aos 30 anos, Weverton chega ao Palmeiras com o ouro olímpico na bagagem e também com o título estadual de 2016 pelo Atlético-PR. Ele estava no time do Paraná desde 2012 e por lá atuou 318 vezes. 

Leia também: Cinco contratações no futebol europeu em 2017 que não deram certo

No Instagram, o jogador fez questão de agradecer o período que passou no clube. Também na sexta-feira, ele postou uma foto e disse na legenda que vestiu a camisa do Atlético-PR com muito orgulho nesses seis anos de Arena. Ele ainda falou da ida para o Palmeiras e pediu que "Deus abençoasse essa jornada". 


Já nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o goleiro esteve presente em seis partidas, com saldo de três vitórias e três empates e apenas um gol sofrido na competição. Além disso, também vestiu a camisa da seleção principal em dois jogos, contra a Colômbia - na vitória por 1 a 0 - e diante da Argentina - na derrota pelo mesmo placar. 


    Leia tudo sobre: futebol