Tamanho do texto

Cícero marca o único gol da vitória do Tricolor diante da equipe argentina; volta acontece na próxima quarta-feira (29) no estádio La Fortaleza

O Grêmio está muito perto do tricampeonato da Libertadores . O Tricolor venceu o Lanús por 1x0 nesta quarta-feira, em Porto Alegre. O gol do time gaúcho foi marcado por Cícero, que entrou na segunda etapa. Dominado no primeiro tempo, o time brasileiro contou com duas belas defesas de Marcelo Grohe para levar o placar zerado para o vestiário. Na segunda etapa, o Imortal dominou as ações da partida e conseguiu marcar o gol da vitória. O jogo de volta acontece na próxima quarta-feira (29), no estádio La Fortaleza, na Argentina.

Leia também: Veja simulações de grupos difíceis e fáceis que o Brasil pode cair na Copa

Geromel e Cícero comemoram o gol que garantiu a vitória do Grêmio sobre o Lanús
CONMEBOL/DIVULGAÇÃO
Geromel e Cícero comemoram o gol que garantiu a vitória do Grêmio sobre o Lanús

O jogo

O jogo começou bastante estudado, com as duas equipes trocando passes no campo de defesa e mostrando certo medo de agredir o adversário. Aos poucos, o time do Lanús foi aumentando o volume de jogo e começou a frequentar o campo gremista. Bem postado, o time do  Grêmio  conseguia segurar o ímpeto ofensivo do adversário, mas tinha dificuldades de cortar a linha de passe dos argentinos e mostrava muito nervosismo nas tentativas de contra atacar.

Fria, a equipe de Jorge Almirón controlava o jogo e demonstrava não ter pressa. A primeira boa chance de gol veio apenas aos 33 minutos de jogo. Martinez recebeu pela meia direita e bateu cruzado, para boa intervenção de Marcelo Grohe. Seis minutos depois, o goleiro gremista voltou a brilhar: Velázquez cabeceou firme após cobrança de escanteio e o arqueiro voou no canto esquerdo para fazer uma defesa espetacular e salvar o time da casa.

No último minuto da primeira etapa, o Grêmio teve sua única boa chance na primeira metade da partida. O goleiro Andrada saiu jogando com os pés, mas jogou a bola nos pés de Ramiro, que tentou encobrir o goleiro da intermediária, mas foi travado na hora da finalização.

Leia também: Rakitic oferece vaga na Copa para Buffon e goleiro brinca com situação

Na segunda etapa, o Tricolor veio para campo com uma nova postura. Renato Gaúcho adiantou as linhas do time e colocou os jogadores para apertar a saída de bola do Lanús. Sem a mesma liberdade da primeira etapa, o time argentino tinha dificuldades de sair do campo de defesa e entregava a bola para o ataque gremista. A primeira boa chance do time da casa veio aos 12 minutos, em chute forte de Cortez de fora da área. O goleiro Andrada se esticou o jogou a bola para escanteio.

Aos 15 minutos, Renato Gaúcho fez a primeira alteração no time ao colocar Everton no lugar de Fernandinho. A pressão gremista continuava e Jailson cabeceou com perigo após cruzamento de Geromel. Mesmo com o controle dos brasileiros, o Lanús conseguia se segurar na defesa, neutralizando a maior parte das jogadas ofensivas do time da casa.

Aos 28 minutos, o Grêmio fez mais duas mudanças: Cícero e Jael entraram nas vagas de Jailson e Barrios. Conforme o final da partida se aproximava, a equipe gremista perdia fôlego e não conseguia imprimir o mesmo ritmo da início da segunda etapa.

Aos 37 minutos, Edílson levantou para a área e encontrou a cabeça de Jael, o centroavante ajeitou e Cícero apareceu na frente de Andrada para desviar a bola para dentro do gol e abrir o placar para o Imortal. 

Leia também: Após mudanças no projeto, Prefeitura autoriza e Roma construirá novo estádio

Com o gol que garantia a vantagem para a segunda partida, o Grêmio seguiu dominando as ações da partida, sem ser incomodado por um desconfortável Lanús. No último lance do jogo, os jogadores trocaram empurrões, mas ninguém foi expulso na confusão. Com isso, o juiz aproveitou para apitar o final do jogo e decretar a vitória tricolor na primeira partida da final da Libertadores.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.