Tamanho do texto

Sem objeção de nenhum companheiro, Neymar bateu pênalti e marcou na vitória do PSG. Brasileiro ainda fez um gol de falta nos 6 a 2 sobre o Bordeaux

Parece que os ânimos estão mais calmos entre os astros do PSG Neymar e Cavani . Os dois, que já protaginizaram desavenças por causa de cobranças de bola parada, marcaram na goleada do time da capital sobre o Bourdeaux neste sábado no Campeonato Francês e ainda comemoraram juntos. 

Leia também: Neymar fala pela 1ª vez sobre polêmica com Cavani e afirma que não existe briga

Neymar ganha abraço de Cavani depois de converter pênalti para o PSG
Reprodução/SporTV
Neymar ganha abraço de Cavani depois de converter pênalti para o PSG


Ao final do primeiro tempo, o árbitro marcou um pênalti a favor do PSG e sem objeção de nenhum companheiro, Neymar pegou a bola e partiu para a cobrança. Com sua tradicional paradinha, ele mandou a bola para a rede do Bourdeaux. 

Curiosamente, o primeiro abraço que o brasileiro ganhou depois de ter convertido o pênalti foi de Cavani, que inclusive marcou um dos gols, ainda no primeiro tempo. Clima ameno no jogo do Francês. 

E essa não foi a única bola parada cobrada pelo atacante brasileiro. Logo no comecinho da partida, aos 5 minutos de bola rolando, ele cobrou uma falta e abriu o placar para o PSG. 

Leia também: Paulinho lembra preconceito, diz que quis parar de jogar e como foi para o Barça

Rivalidade dentro do time

Neymar foi contratato pelo time francês com status de estrela do futebol mundial e chegou a se estranhar com Cavani, até então um dos principais nomes da equipe. Antes da vinda do brasileiro, Cavani era o batedor de pênalti oficial e também nome praticamente certo para as cobranças de falta. O mal estar veio na partida de domingo passado, diante do Lyon, também pelo Campeonato Francês. 

Cavani também marcou o seu na goleada do PSG sobre o Bourdeaux
Reprodução/Twitter/@PSG_inside
Cavani também marcou o seu na goleada do PSG sobre o Bourdeaux


O PSG vencia por 1 a 0 quando teve um pênalti. O uruguaio partiu para a bola para a cobrança, mas o brasileiro reclamou porque era ele quem queria bater. Depois da discussão em campo, Cavani chutou, mas errou, acertando o travessão. Depois disso, o técnico Unai Emery comentou em entrevistas que a situação já estava controlada e que o nome do batedor oficial do time havia sido decidido internamente. Entretanto, ele não chegou a anunciar para a imprensa quem seria o responsável pelas cobranças. 

Leia também: Veja vídeo e detalhes da goleada do PSG

Parece que Neymar levou a melhor e que Cavani, acatou a decisão. E com a goleada deste sábado (30), o PSG segue invicto no Francês. Foi a primeira derrota do time na competição. 

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.