Tamanho do texto

Gabriel provocou os são-paulinos presentes ao Morumbi logo após o gol de empate do Corinthians no clássico

Volante Gabriel, do Corinthians, provoca a torcida do São Paulo e pode até ser punido, caso seja denunciado
Reprodução
Volante Gabriel, do Corinthians, provoca a torcida do São Paulo e pode até ser punido, caso seja denunciado

O clássico entre São Paulo e Corinthians disputado neste domingo no estádio do Moumbi, válido pelo Campeonato Brasileiro, terminou empatado em 1 a 1, com gols de Petros no primeiro tempo para o time da casa e de Clayson para os visitantes, já na etapa final.

Leia também: São Paulo vacila no 2º tempo e cede empate ao Corinthians no clássico paulista

Na celebração do gol do Corinthians , os jogadores que estavam no banco de reservas se levantaram e, no calor da comemoração, provocaram os torcedores são-paulinos. Entre os mais exaltados, o volante Gabriel levou as mãos à sua região genital e fez gestos obscenos para o público presente ao estádio.

Confira o vídeo da provocação do atleta

Após a partida, o jogador, que havia sido substituído pelo autor do gol, se desculpou pelo ato. "Isso é comemoração do gol, estava no calor do jogo, acontecem muitas coisas, ofensas, mas isso é do futebol”, disse Gabriel , sem tentar polemizar.

"A gente estava comemorando perto da torcida, o torcedor estava nos ofendendo, fazendo gestos, xingando, mas até peço desculpas à pessoa, se ofendi, não era a intenção. Peço desculpas e ponto final", finalizou o volante corintiano.

Confira a classificação, resultados e próximos jogos do Brasileirão

Na entrevista coletiva após o duelo, o técnico Fabio Carille foi questionado sobre a atitude de seu jogador e preferiu não se alongar na resposta.  "Não vi o gesto, mas se aconteceu será chamado atenção", comentou.

De dois a seis jogos

Apesar do pedido de desculpas, Gabriel pode ser denunciado e julgado pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). De acordo com a lei desportiva brasileira, o gesto do jogador corintiano pode ser classificado como "provocação ao público" (artigo 258-A), que prevê pena de suspensão de duas a seis partidas. 

Leia também: Revista elege 50 maiores camisas de futebol da história; quatro são brasileiras

Vale lembrar que as mais de 61 mil pessoas que estavam no estádio eram todas torcedoras do São Paulo, já que em clássicos paulistas não é permitida a presença de torcida visitante. Portanto, sem torcedores do Corinthians neste domingo de manhã.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.