Tamanho do texto

Ernani Germano se envolveu em acidente que deixou uma pessoa paraplégica, em 2010; ele dirigiu na contramão e sem carteira de habilitação

O volante e lateral esquerdo Ernani do Nascimento Germano, campeão brasileiro da Série B com o Vasco, em 2009, irá à júri popular por ter se envolvido em um acidente de carro, em 2010. A decisão dos desembargadores da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro foi unânime. Eles negaram o recurso da defesa do jogador e confirmaram a decisão em primeira instância.

Leia também: O mosaico anti-nazista que comoveu e surpreendeu o futebol europeu

Segundo o que foi registrado no processo, Ernani dirigia na contramão da Avenida Armando Lombardi, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, na madrugada do dia 30 de janeiro de 2010, um ano após ser campeão , quando bateu seu carro de frente com o automóvel de Evandro Ferreira de Souza, que ficou paraplégico. De acordo com indícios, o jogador, que não possuía carteira de habilitação, conduziu o carro na via contrária por mais de 10 minutos antes do acidente.

Ernani Germano foi campeão brasileiro da Série B com o Vasco em 2009 e provocou acidente em 2010
Divulgação
Ernani Germano foi campeão brasileiro da Série B com o Vasco em 2009 e provocou acidente em 2010

“O recorrente teve tempo e distância suficiente, portanto, para voltar à sua correta direção ou estacionar o veículo no canteiro central da movimentada avenida na Barra da Tijuca, o qual, frise-se, era baixo e permitia a referida manobra. O recorrente assumiu o risco do resultado ao dirigir sem habilitação e agressivamente”, relatou a desembargadora Gizelda Leitão Teixeira, relatora do recurso.

Leia também: Neymar chega ao PSG, quer jogar sábado e se defende: "Não fiz nada de errado"

Ainda em 2014

Imagens da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio foram divulgadas em 2014 e comprovaram que Ernani dirigiu na contramão. É possível ver que vários carros chegaram a desviar até que o veículo da vítima se choca com o do atleta. No mesmo ano, ele teve a prisão preventiva decretada, mas quando procurado não foi encontrado.

“Sendo certo, que após o crime, embora tendo prestado depoimento em sede policial, no qual informou ter atravessado sim o canteiro divisório da via pública, momento antes da colisão com o carro da vítima fatal, o denunciado não mais foi localizado, embora as diversas tentativas de se realizar a sua citação, circunstâncias que demonstram a necessidade da decretação da prisão preventiva do acusado para a conveniência da instrução penal, assim como da eventual aplicação da lei penal”, escreveu o magistrado.

Leia também: Incêndio atinge mais um estádio da Copa do Mundo da Rússia

O advogado do jogador, Mario Marcio Nicolau Francisco de Souza defendeu-o dizendo que ele sofreu uma fechada "que ocasionou a transferência do carro para a faixa oposta".

Carreira

De acordo com sites especializados, Ernani começou a carreira no Americano, em 2004. Passou por Iraty-PR, Marília, Juventude, América, Vasco, onde foi campeão, Vitória, Vila Nova, Ypiranga-RS e esteve no elenco do Guarani que disputou a Série A2 do Campeonato Paulista deste ano.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.