Tamanho do texto

Ex-jogador estava internado com edema cerebral desde o mês passado após sofrer um acidente em uma tentativa de assalto na Baixada Fluminense

Foi confirmada na tarde desta quarta-feira a morte cerebral do ex-goleiro Maxlei dos Santos Luzia, o Max, de 42 anos. O ex-jogador teve longa passagem pelo Botafogo e estava internado com edema cerebral no Hospital da Lagoa, na Zona Sul do Rio de Janeiro, depois de sofrer um acidente em uma tentativa de assalto em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. 

Leia também: Alan Ruschel participa de jogo-treino pela primeira vez após acidente aéreo

Max foi submetido a testes neurológicos nesta quarta e, assim como na terça-feira, não respondeu aos estímulos. A informação foi confirmada pelo clube carioca pelo reurocirurgião Haroldo Chagas. O clube informou que respeitará um minuto de silêncio como homenagem ao ex-goleiro antes do duelo contra o Atlético-MG pela Copa do Brasil.

Max, ex-goleiro do Botafogo, teve morte cerebral confirmada nesta quarta-feira
Divulgação
Max, ex-goleiro do Botafogo, teve morte cerebral confirmada nesta quarta-feira

Ainda não se sabe o que causou a morte encefálica do ex-arqueiro botafoguense. De acordo com a esposa, o diagnóstico não estava fechado, porém os médicos haviam diagnosticado alguma doença auto-imune, que dificultava o tratamento. O processo para doação de órgãos também será avaliado pela família.

Leia também: Justiça arquiva denúncia do MPF que acusava Neymar de sonegar impostos

Leia a nota oficial do clube

"O ex-goleiro Maxlei dos Santos Luzia, conhecido como Max, infelizmente teve morte encefálica confirmada na tarde desta quarta-feira, segundo informações do Hospital da Lagoa. Submetido a testes neurológicos, ele não respondeu aos estímulos, o que atestou a morte cerebral, aos 42 anos.

Max foi goleiro do clube de 2003 a 2007, conquistando o Campeonato Carioca de 2006. Querido por todos, sempre foi um ótimo profissional e um exemplo como homem.

O Botafogo manifesta seu pesar e solidariedade a familiares e amigos. Haverá um minuto de silêncio antes da partida contra o Atlético-MG, nesta quarta-feira.

Botafogo de Futebol e Regatas"

Leia também: Barcelona já se prepara para o adeus de Neymar, e PSG dá ultimato ao atacante

O Vila Nova, clube onde Max também jogou, foi outro que prestou homenagem ao ex-atleta.

Max viveu seu melhor momento no Botafogo, mas passou Portuguesa-RJ, América, Bangu, Friburguense e Vila Nova.

    Leia tudo sobre: futebol