Tamanho do texto

Técnico não resistiu à sequência de quatro jogos sem vitória, sendo duas derrotas em competições mata-mata. Foram menos de 2 meses de trabalho

Eduardo Baptista não é mais técnico do Atlético-PR . O clube anunciou a demissão nesta segunda-feira, um dia após o empate com a Chapecoense, por 1 a 1, na Arena Condá, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador de 47 anos foi comunicado da sua segunda demissão no ano (já passou pelo Palmeiras) nesta manhã.

Leia também: Jogador do Ajax sofre parada cardíaca dentro de campo, mas consegue sobreviver

A decisão foi do presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-PR, Mario Celso Petraglia. Paulo Autuori, ex-treinador que passou a ser diretor no clube, não gostou da demissão de Eduardo Baptista e também se desligou. O auxiliar-técnico Pedro Gama é outro que deixa o clube rubro-negro.

Eduardo Baptista foi demitido do Atlético-PR depois de apenas 13 jogos no comando
Reprodução/Instagram
Eduardo Baptista foi demitido do Atlético-PR depois de apenas 13 jogos no comando

Confira a nota oficial do clube

"O Clube Atlético Paranaense informa que, em razão de divergências na implantação das metodologias e filosofia do Clube, o treinador Eduardo Baptista foi desligado do seu cargo na manhã desta segunda-feira (10).

Em decorrência deste fato, o manager Paulo Autuori solicitou seu desligamento do Clube. A Diretoria, a comissão técnica permanente e os atletas manifestam seu inconformismo com esta decisão e lamentam profundamente a saída deste profissional de extrema competência que estava engajado com o projeto do Clube.

O CAP agradece os serviços prestados por ambos os profissionais e deseja sucesso na sequência de suas carreiras."

Leia também: Modelo russa revela encontro secreto com Cristiano Ronaldo em Moscou

Baptista foi anunciado em 23 de maio, após deixar o Palmeiras, para assumir o lugar de Paulo Autuori . Em menos de dois meses no cargo, ele comandou o time paranaense em apenas 13 jogos, com cinco vitórias, três empates e cinco derrotas e aproveitamento de 46,1%. Foram 14 gols marcados e 15 sofridos.

Além disso, o Furacão não vence há quatro jogos, sendo três derrotas - para o Grêmio, por 4 a 0, na Copa do Brasil; Sport, por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro; e Santos, por 3 a 2, na Copa Libertadores - e um empate no Brasileirão.

Ele assumiu a equipe de Curitiba na vice-lanterna do campeonato nacional, que vinha de duas derrotas seguidas, sendo uma delas a goleada para o Bahia por 6 a 2, e deixa na 14ª colocação, com 15 pontos.

Leia também: Filho de Guerra apresenta melhora e brinca com o pai no hospital; assista

O primeiro trabalho de Eduardo Baptista como treinador - e onde ele mais permaneceu - foi no Sport, entre 2014 e 2015. Saiu rumo ao Fluminense e comandou a equipe carioca em 26 jogos. Foi então para a Ponte Preta no ano passado e, com uma boa campanha no Brasileiro, chamou a atenção do Palmeiras. O trabalho abaixo do esperado, porém, fez com que após 23 partidas, ele fosse demitido. Assumiu, então, o Atlético-PR e comandou a equipe em 13 partidas.

    Leia tudo sobre: Futebol