Tamanho do texto

Título inédito da Copa das Confederações fez com que a seleção germânica galgasse para a primeira posição, empurrando o Brasil para a 2ª colocação

Líder do ranking da Fifa desde março, o Brasil perdeu seu posto para a Alemanha . O recém-conquistado título da Copa das Confederações disputada na Rússia credenciou a seleção alemã ao topo da lista de julho, divulgada na manhã desta quinta-feira pela entidade. Terceiro colocado na competição que terminou no último final de semana, Portugal assumiu a quarta colocação.

Leia também: Conhece Efmamjjasond Gonzáles? Nome do jogador esconde uma explicação insólita

A seleção de Tite agora é a segunda colocada, seguida pela Argentina. Fecha o top 5 do ranking da Fifa a seleção da Suíça. A diferença entre líder e vice ficou apenas de seis pontos, 1609 a 1603 para a seleção europeia, que era a terceira colocada antes de conquistar, pela primeira vez, a Copa das Confederações.

Alemanha foi campeã da Copa das Confederações e assumiu a ponta do ranking da Fifa
FIFA/ Divulgação
Alemanha foi campeã da Copa das Confederações e assumiu a ponta do ranking da Fifa

O Chile, vice-campeão do torneio, perdeu alguns pontos e caiu da quinta para a sétima colocação, enquanto Suíça e Polônia subiram.

Leia também: Ronaldo terá que indenizar jornalista por episódio ocorrido em boate na Copa do Mundo de 2002

Se a entidade máxima do futebol adotar o mesmo critério da última Copa do Mundo, em 2014, no Brasil, essas sete seleções seriam cabeças de chave do Mundial do ano que vem, juntamente com a anfitriã Rússia.

Veja as dez primeiras seleções do ranking do mês de junho

1º Alemanha - 1609 pontos
2º Brasil - 1603
3º Argentina - 1413
4º Portugal - 1332
5º Suíça - 1329
6º Polônia - 1319
7º Chile - 1250
8º Colômbia - 1208
9º França - 1199
10º Bélgica – 1194

Pelo Instagram, a seleção alemã comemorou a liderança

Leia também: Gerard Piqué sofre acidente de carro no Catar, mas sai ileso; assista

As seleções da Islândia (19º colocado), Peru (14º), Irlanda do Norte (22º), Congo (28º), Curaçao (68º) e Mauritânia (81º), além da Polônia, registraram as posições mais altas da história no ranking da Fifa.

    Leia tudo sobre: futebol