Tamanho do texto

Atacante está no Barcelona desde 2000, quando tinha apenas 13 anos de idade, e nunca vestiu a camisa de outro clube

Messi renovou seu contrato com o Barcelona e multa rescisória passou de R$ 1 bilhão
Divulgação / Barcelona
Messi renovou seu contrato com o Barcelona e multa rescisória passou de R$ 1 bilhão

O Barcelona pôs fim à novela e anunciou nesta quarta-feira a renovação do contrato do astro argentino Lionel Messi por mais quatro anos, válido agora até 2021. Com uma nota em seu site, o clube catalão informou que o novo compromisso segue até 30 de junho daquele ano e que a "ampliação da relação contratual será formalizada nas próximas semanas".

Leia também: Saiba quem é a jornalista russa que acusou Maradona de assédio sexual

"A continuidade e o compromisso do melhor jogador do mundo foi muito celebrada pelo clube catalão. O craque argentino é o símbolo de uma era de extraordinária e inédita de conquistas no futebol mundial", escreveu o clube sobre o novo compromisso com Messi .

Apesar de não informar oficialmente o valor da multa contratual, a mídia espanhola especula que ela ficou em 300 milhões de euros (cerca de R$ 1,1 bilhão).

Leia também: Neymar é o jovem mais bem pago do mundo esportivo, aponta estudo

O atacante está no Barcelona desde 2000, quando tinha apenas 13 anos de idade, e nunca vestiu a camisa de outro clube. Até o momento, ele já conquistou 8 Ligas Espanholas, 4 Ligas do Campeões, 5 Copas do Rei, 7 Supercopas da Espanha, 3 Supercopas da Europa e 3 Mundiais de Clubes.

Além disso, foi pelo clube catalão que ele se tornou o melhor do mundo por cinco vezes. Ao todo, o argentino marcou 507 gols em 583 jogos e é o maior goleador da história do time.

Polêmicas extra-campo

O Ministério Público da Espanha aceitou substituir a condenação de 21 meses de prisão do atacante argentino por uma multa. O jogador havia sido condenado por fraude fiscal e não precisará mais cumprir a pena na cadeia.

Leia também: Centurión surpreende: "Se eu não continuar no Boca Juniors, me aposento"

Além de Leo, o pai do argentino, Jorge Horacio Messi, também havia sido punido em 15 meses de prisão. Mas o progenitor também teve sua condenação transformada em multa no valor de R$ 680 mil por conta do tempo aplicado e por não possuir antecedentes criminais. Assim, ambos não irão para a prisão desde que o jogador do Barça não cometa mais nenhum crime durante o período em questão.

    Leia tudo sobre: Futebol