Tamanho do texto

Treinador não resistiu à sequência ruim de cinco jogos sem vitórias e deixa o clube catarinense na 15ª colocação do Brasileirão

Vagner Mancini foi demitido da Chapecoense após chegar ao quinto jogo seguido sem vitória
Sirli Freitas / Chapecoense
Vagner Mancini foi demitido da Chapecoense após chegar ao quinto jogo seguido sem vitória

Um dia após o empate por 3 a 3 diante do Fluminense, jogando no Rio de Janeiro, a Chapecoense anunciou via comunicado oficial a demissão do técnico Vagner Mancini. O time catarinense não vence dentro do Campeonato Brasileiro a cinco jogos e a seca de triunfos foi determinante para queda do comandante.

Leia também: Rogério Ceni não suporta pressão e é demitido do comando do São Paulo

Vagner Mancini foi contratado pelo clube de Chapecó em dezembro do ano passado, alguns dias após a tragédia de avião na cidade de Medellin, que matou 71 pessoas entre jogadores, comissão técnica, diretoria, jornalistas e tripulação. Ele havia chegado com a missão de reconstruir o time, substituindo o finado Caio Júnior, uma das vítimas do voo da Lamia.

A decisão de demitir o treinador foi tomada ainda no Rio de Janeiro, após a igualdade contra o Flu, com gol sofrido aos 47 minutos do segundo tempo. 

Leia tambem: Neymar é o jovem mais bem pago do mundo esportivo, aponta estudo

Confira o comunicado oficial da Chape:

O Departamento de Futebol da ACF comunica a decisão pela saída de Vagner Mancini da direção técnica da Associação Chapecoense de Futebol. A equipe será comandada interinamente pelo auxiliar técnico Emerson Cris.

A Diretoria da ACF reconhece o relevante trabalho prestado pelo profissional Mancini no processo de reconstrução do Clube e na obtenção de importantes resultados obtidos na temporada 2017.

Campanha ruim

Com 14 pontos somados, a Chapecoense está na 15ª colocação do Brasileirão , bem perto da zona de rebaixamento. O time chegou a liderar a competição nas rodadas iniciais, mas caiu de produção nas últimas semanas. Na próxima rodada, o time recebe o Atlético-PR, no domingo, às 11h (de Brasília), na Arena Condá.

Frustração em poucos meses

Apresentado no dia 9 de dezembro de 2016, o treinador disse na entrevista coletiva que estava honrado com a oportunidade, com o projeto e prometeu ter em mãos um time forte para a disputa da temporada. Veio o título do Campeonato Catarinense, mas a equipe caiu na fase de grupos da Libertadores (por conta de uma escalação irregular, é verdade) e também foi eliminada na Copa do Brasil.

Leia também: Saiba quem é a jornalista russa que acusou Maradona de assédio sexual

"Não tenho dúvidas de que vamos montar um time forte. Temos em mente que temos de ter equipe dentro de campo, mas importante ver gente capaz ao seu lado. A comunidade é forte e presente", disse Vagner Mancini na ocasião. "O torcedor da Chapecoense não está restrito ao pessoal de Chapecó. Hoje, a marca Chape é mundial. A gente precisa entender que o nome é maior, a torcida é maior", comentou.

    Leia tudo sobre: Futebol