Tamanho do texto

Meia brasileiro do Shanghai SIPG recebeu punição e multa após ter iniciado confusão durante partida contra o Guangzhou R&F pela Liga Chinesa

Briga na China entre jogadores do Guangzhou R&F e Shanghai SIPG após bolada de Oscar
Divulgação
Briga na China entre jogadores do Guangzhou R&F e Shanghai SIPG após bolada de Oscar

No último domingo (18), Oscar deu um chute em direção a linha lateral, mas que acabou atingindo um jogador adversário do Guangzhou R&F e causou grande confusão no estádio Yuexiushan, na cidade chinesa de Cantão. O meia brasileiro do Shanghai SIPG foi empurrado, caiu no chão e atletas de ambos os times deram início a briga generalizada.

LEIA TAMBÉM: Coelhinha da Playboy janta com Ronaldinho e conta o que achou do craque

Após quase sete minutos de tumulto dentro de campo, o árbitro da partida resolveu a confusão com dois cartões vermelhos, para Li Taxiang e Fu Huan. De acordo com o jornal "The Daily Mail", nesta quinta-feira (22), Oscar recebeu suspensão de oito partidas por ter iniciado a confusão. Além disso, o brasileiro deverá ainda pagar multa de cerca de R$ 20 mil.

"A falta imoral de Oscar, que criou uma grande confusão no campo, teve um grande impacto negativo nas ligas de futebol profissional da China . A Federação Chinesa sempre dá grande importância às questões disciplinares, agindo energicamente para punir faltas violentas e outros comportamentos antidesportivos", escreveu a entidade responsável pelo esporte no país.

LEIA TAMBÉM: Fifa abre investigação contra Juventus pela venda de Pogba ao United

Relembre o lance:

Devido advertência, o ex-Chelsea só vai voltar a jogar pelo Shanghai SIPG no mês de agosto. Oscar teria sido ainda convocado para uma audiência que julgaria o caso nesta última quarta (21), mas não compareceu. Além do brasileiro, o jogador Zizao da equipe adversária recebeu punição de sete jogos e multa de R$ 16,8 mil.

LEIA TAMBÉM: Gabriel Jesus é eleito segundo melhor jogador jovem do mundo; veja lista

Defesa

O camisa 8 do time de Xangai, no entanto, pareceu não concordar com a punição aplicada pela Federação Chinesa de Futebol . "Isso não existe. Eu sou um jogador dedicado e tenho grande respeito pelo espírito do esporte. Quem joga futebol sabe que é uma ação normal", disse em entrevista ao site "Sina.com".

O português André Villas-Boas, treinador do Shanghai SIPG, também defendeu o jogador de sua equipe. "O Oscar não é sujo. Ele tentava mostrar espírito de luta, e a partida foi muito intensa. Ele queria ajudar o time, mas também entendo que este tipo de conflito deveria ser evitado", disse.

    Leia tudo sobre: futebol