Tamanho do texto

Diego Souza foi o autor da proeza, aos 10 segundos de partida, superando a marca anterior que era de Neymar

Diego Souza marcou o gol mais rápido da história da seleção brasileira, aos 10 segundos
Pedro Martins / MoWA Press
Diego Souza marcou o gol mais rápido da história da seleção brasileira, aos 10 segundos

Bastante modificada, a seleção brasileira se recuperou da derrota no amistoso diante dos argentinos na última sexta-feira e encerrou sua turnê pela Austrália com uma boa vitória por 4 a 0 sobre os anfitriões, nesta terça-feira pela manhã, jogando na cidade de Melbourne. Foi a 10ª vitória de Tite no comando da equipe em 11 partidas disputadas.

Clique aqui e confira as últimas notícias sobre a seleção brasileira

Sem Gabriel Jesus, cortado por conta de uma fratura no rosto, o técnico promoveu oito mudanças em relação à equipe que enfrentou a Argentina na semana passada. Apenas Thiago Silva, Paulinho e Philippe Coutinho foram mantidos no time titular da seleção brasileira , que teve as entradas de Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Alex Sandro, David Luiz (como volante), Giuliano, Douglas Costa e Diego Souza.

Confira todos os gols do amistoso no vídeo abaixo:

E o jogo começou muito bom para o Brasil. Logo no primeiro lance, Giuliano roubou a bola na saída dos australianos e deu a assistência para Diego Souza , que invadiu a área e chutou cruzado, rasteiro, para superar o goleiro Langerak. Isso com 10 segundos de partida, o gol mais rápido de toda história da seleção.

Leia também: Deu Argentina! Brasil perde pela primeira vez sob o comando de Tite

Lance de Austrália x Brasil
Pedro Martins / MoWA Press
Lance de Austrália x Brasil

O recorde anterior era de Neymar, que marcou aos 14 segundos de jogo contra Honduras, em agosto de 2016, nos Jogos Olímpicis do Rio de Janeiro. Diego Souza é o primeiro jogador do Sport a marcar pela equipe nacional desde 1981.

O duelo ficou muito amarrado no meio de campo durante toda etapa inicial, com poucas chances de gols para ambos os times. Diego Souza chegou a balançar as redes mais uma vez, recebendo de David Luiz, mas a arbitragem anotou impedimento do centroavante brasileiro. 

A seleção brasileira voltou bem para o segundo tempo e quase ampliou com Alex Sandro. O segundo gol veio aos 16 minutos, após batida de escanteio de Philippe Coutinho - David Luiz cabeceou na trave, a sobra ficou com Rodrigo Caio, que levantou para Thiago Silva marcar de cabeça.

Thiago Silva marcou o segundo da seleção brasileira
Pedro Martins / MoWA Press
Thiago Silva marcou o segundo da seleção brasileira

Tite começou a fazer muitas mudanças na equipe, colocando Taison, Rodriguinho e Jemerson. A intensidade brasileira continuou alta e Taison marcou o terceiro. O atacante do Shakhtar Donetsk recebeu belo passe de calcanhar de Paulinho e acertou o canto do goleiro australiano.

Leia também: Maradona recusa convite da CBF para narrar amistoso ao lado de Pelé

O Brasil teve muitas outras oportunidades para marcar o quarto gol e pecou nas finalizações. No lance mais claro, Willian fez boa jogada individual pela esquerda e rolou para Rodriguinho, que parou em boa defesa de Langerak. O goleiro australiano não conseguiu evitar, porém, o gol de Diego Souza aos 47 minutos, de cabeça, após batida de escanteio de Willian, decretando a goleada.

FICHA TÉCNICA

Austrália 0 x 4 Brasil

Data : 13 de junho de 2017, sexta-feira
Horário : 07h05 (de Brasília)
Local : Estádio Melbourne Cricket Ground, em Melbourne (Austrália)
Público : 48.847 torcedores
Cartões amarelos : -

GOLS
Brasil: Diego Souza, aos 10 segundos do 1º tempo; Thiago Silva, aos 16'; Taison, aos 29'; Diego Souza, aos 47' do 2º tempo

AUSTRÁLIA : Langerak, Sainsbury (Irvine), Milos Degenek e Wright (McGowan); Milligan, Luongo (Mooy), Leckie (Hrustic), Troisi (Rogic), Behich e Kruse; Tim Cahill (Jamie Maclaren). Técnico: Ange Postecoglou

BRASIL : Diego Alves; Rafinha, Thiago Silva (Jemerson), Rodrigo Caio e Alex Sandro; David Luiz (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto) e Giuliano (Rodriguinho); Philippe Coutinho (Willian), Douglas Costa (Taison) e Diego Souza. Técnico: Tite

Comente

O que achou do jogo da seleção brasileira contra a Austrália? Deixe seus comentários mais abaixo, queremos saber a opinião dos nossos internautas.

    Leia tudo sobre: Futebol