Tamanho do texto

Tioté, da Costa do Marfim, estava no futebol chinês, mas teve longa passagem pelo Newcastle, da Inglaterra

Cheick Tioté, jogador que estava na China, morreu durante treinamento
Newcastle / Site oficial
Cheick Tioté, jogador que estava na China, morreu durante treinamento

O marfinense Cheick Tioté , jogador que fez carreira com a camisa do Newcastle, da Inglaterra, morreu nesta segunda-feira após sofrer um mal súbito durante o treinamento do seu atual time, o Beijing Enterprises, da segunda divisão da China. Ele perdeu os sentidos na atividade e e caiu no gramado já inconsciente, sendo levado ainda com vida para o hospital.

Leia também: Jogador é encontrado desacordado em casa após tentativa de suicídio

O jogador africano tinha 30 anos de idade e defendeu a seleção da Costa do Marfim na Copa do Mundo de 2010. Na competição, ele ficou bastante conhecido entre os torcedores brasileiros por ser o responsável pela lesão do meio-campista Elano, que não pôde mais jogar o Mundial depois de se machucar - naquele jogo, o Brasil venceu por 3 a 1, ainda na fase de grupos.

Jogador marfinense, Tioté lesionou Elano na Copa 2010
Reprodução
Jogador marfinense, Tioté lesionou Elano na Copa 2010

Leia também: Jogador da seleção turca é preso por envolvimento em contrabando

Os representantes de Tioté e a família do atleta pediram privacidade neste momento de dor. Ainda não foi confirmada a causa da morte do marfinense, que chegou neste ano de 2017 ao Beijing após seis temporadas defendendo o Newcastle. "Nós estamos devastados com a tragédia ocorrida na China com nosso ex-meio-campista", disse o clube inglês nas redes sociais.

Leia também: Torcedores de rival palmeirense na Libertadores morrem a caminho do Brasil

Experiente, Tioté faria 31 anos no próximo dia 21 de junho. 

A carreira

Revelado no Bibo, clube da Costa do Marfim, Tioté foi muito cedo para o futebol belga, onde atuou de 2005 a 2008 no Anderlecht. Depois, passou por Roda e Twente, ambos da Holanda, até chegar ao Newcastle , em 2010. Ao fim de contrato na Inglaterra, em fevereiro deste ano, se transferiu para o futebol chinês.

O jogador era presença constante na lista de convocados da Costa do Marfim de 2009 até 2015, quando parou de ser chamado. Atuou nas Copas do Mundo de 2010 e 2014, esta última em território brasileiro, e conquistou o título da Copa Africana de Nações, em 2015. Foram 52 jogos na seleção nacional, com um gol marcado.

    Leia tudo sobre: Futebol