Tamanho do texto

Zagueiro, logo após o clássico contra o Corinthians , disse que preferia a mãe dos outros chorando do que a dele. Um mês depois, ele se defende

O Corinthians sagrou-se campeão Paulista pela 28ª vez no início deste mês, mas uma polêmica envolvendo um jogador do time alvinegro e um são-paulino, adversário na semifinal da competição, ainda dá o que falar. Se você lembrou do fair play do zagueiro Rodrigo Caio com o atacante Jô, acertou, o lance gerou comentários por muito tempo e um dos mais reproduzidos foi o de outro defensor do São Paulo , Maicon.

Leia também: Ex-são-paulino Boschilia exalta Mbappé, revelação francesa: "Vai crescer muito"

“Prefiro a mãe dos outros chorando, do que a minha”, disse Maicon em entrevista coletiva logo após a partida, o que gerou ainda mais polêmica. Após isso, o jogador preferiu o silêncio, que foi quebrado durante uma entrevista dada ao programa da Rede Record, "Esporte Fantástico", quando ele resolveu comentar sobre o fato e se defender.

Maicon e Rodrigo Caio atuam juntos na zaga do São Paulo desde 2016
Arquivo iG
Maicon e Rodrigo Caio atuam juntos na zaga do São Paulo desde 2016

“É a primeira vez que falo sobre isso depois da polêmica. A interpretação foi errada, não foi aquilo que quis falar exatamente. Foi uma palavra mal colocada no momento. O Rodrigo Caio estava completamente certo e ele sabe que eu apoio ele, então fazendo o certo você não pode estar errado”, afirmou o defensor.

Leia também: Jogador emprestado pelo United faz tatuagem antes de final e é banido de clube

Sobre a cobrança que tem recebido da torcida são-paulina, Maicon deixou que sua esposa, Ursula, comentasse. “Se ele erra, o torcedor pode ficar tranquilo, porque o que eu xingo... não tem igual. Ele fica até calado. Represento a torcida”, disse.

Relembre o lance do fair play no vídeo abaixo. Imagens: "SporTV"

Maicon abraça Rodrigo Caio durante partida do São Paulo

O lance

Aos 39 minutos do primeiro tempo, Rodrigo Caio assumiu ter sido o responsável por um toque na coxa do goleiro Renan Ribeiro e fez com que o árbitro da partida, Luis Flávio de Oliveira, retirasse o cartão amarelo do rival Jô, que o tiraria da partida da volta.

Leia também: Atacante da Portuguesa teve que imitar galinha na Espanha para conseguir comer

Não foi apenas Maicon que comentou o lance, mas também o técnico da seleção brasileira, Tite, jornalistas, companheiros de profissão entre outros, que na maioria elogiaram a atitude. Rogério Ceni, técnico são-paulino, porém, assumiu que discordou da atitude. Durante o programa "Bem, Amigos", Ceni ironizou. "Talvez o Rodrigo e o Tite sejam pessoas melhores do que eu", disse. "Quando o Rodrigo Caio fez a menção ao não cartão, eu discordei. No calor do jogo, o objetivo é o da vitória", acrescentou.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.