Tamanho do texto

Atacante argentino está no Boca Juniors, mas ainda pertence ao São Paulo

Centurión ainda pertence ao São Paulo, mas está emprestado ao Boca Juniors
OLÉ/REPRODUÇÃO
Centurión ainda pertence ao São Paulo, mas está emprestado ao Boca Juniors

O atacante argentino Ricardo Centurión, que ainda pertence ao São Paulo e está emprestado Boca Juniors até o meio deste ano, vive dias turbulentos. Sem conseguir entrar em campo por conta de uma lesão muscular, o jogador foi denunciado pela ex-namorada Melisa Tozzi, que o acusa de violência doméstica e agressão.

Leia também: Torcedores de rival palmeirense na Libertadores morrem a caminho do Brasil

Melisa revelou que quase chegou a perder alguns dentes em socos que levou no rosto. "Decidi denunciar o Centurión porque ele me agrediu e me maltratou psicologicamente. Ele me estilhaçou três dentes e chegou a me enforcar", disse a moça ao diário "Olé", logo após deixar a Delegacia da Mulher e da Família da cidade de Quilmes.

Leia também: Jogador da seleção turca é preso por envolvimento em contrabando

"Ele estava embriagado. Ele não entende que não quero mais namorar com ele e fica agressivo. Foram dois episódios bem violentos", completou Melisa. Segundo o site argentino "Infobae", o episódio mais recente de violência do atacante aconteceu em 17 de maio.

De volta ao Brasil?

Centurión e a ex Melissa Tozzi
Instagram
Centurión e a ex Melissa Tozzi

O atacante vinha sendo um destaques do Boca Juniors desde quando foi emprestado pelo São Paulo , em agosto do ano passado, mas recentemente vem sofrendo com as lesões. Ele tem contrato com o clube argentino até o meio deste ano e pode até retornar ao time brasileiro, caso os xeneizes não paguem o valor de compra estipulado em cerca de R$ 23 milhões.

Leia também: Polícia francesa faz buscas no PSG atrás dos argentinos Di María e Pastore

No Tricolor, Centurión disputou 81 jogos e fez apenas oito gols, sem nunca ter se firmado como titular absoluto. Após uma temporada turbulenta em 2015, ele passou a ter mais chances com a chegada do técnico Edgardo Bauza, mas ainda assim foi bastante vaiado pelos torcedores em jogos da Libertadores. No Campeonato Brasileiro de 2016, o argentino disputou 15 jogos (sendo 14 como titular), não fez gols e só acertou sete chutes. No quesito passes, teve média de 70,8% de  aproveitamento e deu três assistências para gol.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.