Com dois gols de Higuaín, a Juventus venceu Monaco no estádio Louis II, nesta quarta-feira, pela partida de ida das semifinais da Liga dos Campeões da Europa, por 2 a 0. O resultado obriga a equipe francesa a fazer pelo menos dois gols - sem levar nenhum - no jogo de volta para levar a decisão para a prorrogação. 

Leia também: Totti se aposenta do futebol ao final da temporada, confirma diretor da Roma

Higuaín não havia marcado fora de casa ainda nesta edição da Liga e Daniel Alves, que deu duas assistências, chegou a 142 jogos em torneios europeus, deixando Roberto Carlos, com 141, para trás. A defesa da Juventus , liderada por Buffon, é a melhor da Liga e levou apenas dois gols até aqui (são mais de 600 minutos sem sofrer gol), justamente o número de gols que o Monaco precisará fazer em Turim. A última vez que isso aconteceu foi em 2013, quando perdeu para o Bayern de Munique por 2 a 0. Desde então, já são 109 jogos sem ser vazada duas vezes em um mesmo jogo em casa.

Higuaín foi um dos principais nomes em Monaco
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Higuaín foi um dos principais nomes em Monaco

O jogo

A primeira chance criada foi pela Juventus. Alex Sandro avançou pela esquerda e cruzou na área para Daniel Alves, que chutou, mas carimbou a zaga. Mesmo com três zagueiros no início da partida, a pressão inicial foi da Velha Senhora. Aos sete minutos, Dybala conseguiu avançar rápido pela esquerda e tocou no meio para Higuaín, que se enrolou e caiu sozinho. Lance bizarro.

A Juve continuou na pressão e aos nove Daniel Alves tabelou com Dybala, que, sem ângulo, chutou com força e rasteiro, mas Subasic defendeu. Um minuto mais tarde, Daniel Alves cruzou na medida para Higuaín, o argentino não conseguiu sair do chão praticamente e perdeu a chance de abrir o placar.

Leia também: Bem-vindos à Uefa Cristiano League: CR7 dá show e alcança marcas impressionantes

Aos 11, a primeira boa chance do Monaco. E veio dos pés do jovem Mbappé, que recebeu cruzamento e mandou de cabeça para o gol, onde Buffon, bem posicionado, fez a defesa. Quatro minutos mais tarde, Dirar avançou pela direita e cruzou forte, Mbappé, sempre esperto, apareceu no meio da defesa para finalizar e obrigar o goleiro italiano a fazer mais uma grande defesa.

Higuaín bate para fazer o gol da Juventus sobre o Monaco na partida de ida das semifinais da Liga dos Campeões
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Higuaín bate para fazer o gol da Juventus sobre o Monaco na partida de ida das semifinais da Liga dos Campeões

Na sequência, Falcao Garcia recebeu cruzamento na medida e cabeceou no canto, Buffon deu um tapa na bola e mandou para escanteio. Aos 21 minutos, Mbappé entortou Barzagli na esquerda e cruzou, mas ninguém apareceu para desviar. Três minutos depois, Higuaín perdeu otura chance dentro da pequena área. Mas quatro minutos depois ele não desperdiçou.

O atacante argentino buscou a bola no meio de campo e lançou para Daniel Alves, que entrou na área e devolveu de calcanhar para Higuaín. Este chegou batendo de primeira sem chance para Subacic. Foi o quarto gol do jogador em dez partidas nesta Liga dos Campeões.

Muito inteligente, a Juventus passou a controlar mais a partida e o Monaco, que chegou apenas com Mbappé, sentiu o baque. Aos 37, Dybala sofreu uma falta e ele mesmo bateu, mas Subacic defendeu com tranquilidade no canto esquerdo.

Você viu?

Daniel Alves deu duas assistências certeiras para os gols de Higuaín
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Daniel Alves deu duas assistências certeiras para os gols de Higuaín

Leia também: Árbitro se lesiona na A2, é substituído e sai do campo de ambulância; assista

Mesmo atrás do placar e em casa, o Monaco não conseguiu passar pelo paredão da Velha Senhora, que até aqui na Liga levou apenas dois gols. Aos 45, sem acréscimo, o árbitro apitou o fim da primeira etapa, com ótima vantagem para a Juve. O brasileiro Fabinho, do Monaco, e o italiano Bonucci, da Juventus, foram os amarelados.

O tempo regulamentar começou com uma leve pressão do Monaco. Logo no primeiro minuto, Bernardo Silva aproveitou saída errada da Juventus e tocou para Falcao na área, que chutou no canto, mas viu Buffon fazer grande defesa. Dois minutos depois, Lemar recebeu na intermediária e tocou para Mbappé, mas o arqueiro saiu antes e impediu o gol de empate do francês.

Aos oito minutos, Marchisio ganhou disputa de bola no campo de ataque e invadiu a área para chutar firme, mas Subacic com o pé fez grande defesa e impediu o segundo. Cinco minutos depois, porém, o goleiro não teve o que fazer.

Daniel Alves recebeu passe de Dybala na direita e cruzou de forma praticamente perfeita para Higuaín, que, nas costas da zaga, bateu de primeira para estufar as redes e fazer o segundo da Velha Senhora. Após 13 jogos para fazer um gol fora de casa, o argentino fez logo dois.

Jogadores da Juventus comemoram segundo gol sobre o Monaco
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Jogadores da Juventus comemoram segundo gol sobre o Monaco

Leia também: Com confusão mental, meia do Everton é internado em hospital psiquiátrico

A partir daí, o Monaco até que tentou, mas não foi possível furar a forte defesa italiana. Aos 34 minutos, em falha de Chiellini, que deixou a bola passar, ninguém do Monaco chegou para desviar para o gol. Três minutos depois, Falcao apareceu sozinho na área, mas não conseguiu finalizar.

Aos 42, João Moutinho cobrou falta fechada, a bola passou por todo mundo e tirou tinta da trave de Buffon. Aos 44, após mais um cruzamento da direita, Germain cabeceou e o experiente goleiro saltou para fazer linda defesa. Aos 48, o árbitro apitou o fim do jogo. Marchisio e Chiellini, ambos da Juventus,foram os outros amarelados da partida.

Ficha técnica

Monaco: Subasic, Dirar, Glik, Jemerson e Sidibé; Fabinho, Bakayoko (João Moutinho), Bernardo Silva (Almamy Touré) e Lemar (Germain); Mbappé e Falcao Garcia.
Técnico: Leonardo Jardim.

Juventus: Gianluigi Buffon, Barzagli, Bonucci, Chiellini e Alex Sandro; Pjanic (Lemina), Marchisio (Rincón), Daniel Alves, Dybala e Mandzukic; Higuaín (Cuadrado).
Técnico: Massimiliano Allegri.

Jogadores comemoram com os torcedores a grande vitória
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Jogadores comemoram com os torcedores a grande vitória

O adversário de Monaco ou Juventus na final da Liga dos Campeões da Europa sairá do confronto entre Real Madrid e Atlético de Madri. Na primeira partida, os Merengues venceram por 3 a 0, com show de Cristiano Ronaldo , que marcou os três no Santiago Bernabéu.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários