Tamanho do texto

Baixinho acredita que jogou mais do que os dois maiores ídolos da Argentina. "Fui melhor que eles. Com todo respeito e humildade", afirmou o ex-jogador

O ex-jogador e atual senador Romário foi, com certeza, um dos maiores atacantes que o futebol brasileiro já teve. Pelas suas contas, foram mais de mil gols feitos e conquistas de diversos títulos, como o da Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos.

Leia também: Das críticas aos elogios, Zagallo aposta que Neymar será o melhor do mundo

Mas para Romário , ele não foi apenas um dos melhores centroavantes da história, mas também jogou muito mais do que Lionel Messi e Diego Maradona, os dois maiores ídolos do futebol argentino. Durante o programa "Boa Noite, Fox", do canal Fox Sports, o apresentador questionou se era verdade que ele teria dito que foi melhor que os argentinos e ele não titubeou.

Romário bilhou pela seleção e pelos clubes onde atuou
CBF/Divulgação
Romário bilhou pela seleção e pelos clubes onde atuou

"Fui. Exatamente isso. Na verdade é o seguinte, se for colocar dentro da área, eu fui bem melhor do que os dois. O Messi agora. Estou falando hoje. A mesma coisa e o mesmo pensamento. Dentro da área eu fui melhor do que eles sim. E bem longe. Não é pouco não. Com todo respeito e humildades", afirmou o ex-jogador.

Leia também: Técnico rival diz que para parar Messi é preciso usar "algemas e pistola"

Polêmica no avião

Romário também falou sobre a polêmica do avião, como é conhecida a história de que ele teria se envolvido com uma aeromoça na véspera de um Uruguai x Brasil, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002 e que, por isso, não foi mais convocado pelo técnico Luis Felipe Scolari.

Leia também: Ex-técnico argentino sobre estupro: "Sou contra, mas há mulheres que provocam"

"Me f... três vezes. Não comi a aeromoça, não conversei com o Felipão e não fui para a Copa (de 2002). Quem me dedurou e falou que eu passei a noite com a aeromoça foi um cara da comissão técnica. Duas pessoas da comissão técnica também falaram que eu não tinha feito isso".

Carreira

Romário conquistou diversos títulos em sua carreira. Entre os principais estão: Campeonato Brasileiro de 2000 com o Vasco, Campeoanto Espanhol de 1994 com o Barcelona, Copa das Confederações de 1997, Copa América de 1989 e 1997 e Copa do Mundo de 1994 com a seleção brasileira. Além disso, foi eleito o melhor do mundo pela Fifa em 1994.

    Leia tudo sobre: Futebol