Tamanho do texto

Neto Volpi, arqueiro do Inter de Lages, teria sido subornado para sofrer dois gols diante do Joinville e receber R$ 15 mil

Neto Volpi, goleiro do Inter de Lages
Greik Pacheco/ Inter de Lages
Neto Volpi, goleiro do Inter de Lages

Dois dias antes da partida pela sétima rodada do campeonato catarinense contra o Joinville, o goleiro Neto Volpi, do Inter de Lages, denunciou uma tentativa de suborno. Segundo o atleta, ele teria sido procurado para sofrer dois gols no duelo que aconteceu neste último sábado (8).

Conversa de Fred Nelson com Neto Volpi
Reprodução
Conversa de Fred Nelson com Neto Volpi

LEIA TAMBÉM: Ex de Maradona revela fantasias sexuais do craque e não dá nota 10 em um quesito

O goleiro registou um boletim de ocorrência na 2ª Delegacia de Polícia de Lages após ter recebido mensagens de texto no celular para entregar dois gols ao Joinville. Caso aceitasse, receberia o pagamento de R$ 15 mil. Fred Nelson de Oliveira Marques, presidente do Andraus Brasil, clube paranaense da segunda divisão, é o suspeito de ter enviado a proposta.

A partida acabou em 3 a 1 para o Joiville, mas antes mesmo de ser iniciada, o clube chegou a se manifestar e divulgar nota, alegando que não possui nenhuma relação com a polêmica. "O Joinville Esporte Clube nega qualquer envolvimento com a suposta tentativa de negociação para o goleiro Neto Volpi, do Internacional de Lages, sofrer propositalmente dois gols no jogo deste sábado, contra o JEC. O clube também nega conhecer os senhores Fred e Diogo Braga, citados no Boletim de Ocorrência registrado pelo presidente do Inter, Christopher Nunes, nesta semana. De qualquer forma, lamentamos que no futebol ainda existam pessoas que ignoram o espírito esportivo para se beneficiar com atitudes ilícitas, como apostadores que tentam comprar o resultado de um jogo, por exemplo", disse o Joiville Esporte Clube.

LEIA TAMBÉM: Relembre os famosos gringos que usaram - ou quase - camisas de times brasileiros

Goleiro

"Eu espero que tomem as medidas cabíveis, não pode acontecer esse tipo de coisa de bastidores, de manipulação de resultados. Olha a situação do nosso time, estamos tentando nos livrar do rebaixamento e isso não pode acontecer. Espero que as medidas sejam tomadas. Também espero que mais jogadores que recebam essa proposta possam denunciar, isso estraga o futebol. Eu recebi a proposta e recusei. Liguei para meu pai quando cheguei em casa e ele disse para procurar o clube. Fomos á polícia, achamos o artigo que se enquadrava esse tipo de coisa. E eu vou repetir, que outros jogadores denunciem. O futebol é bonito dentro das quatro linhas", disse Neto Volpi à rádio "89 FM".

LEIA TAMBÉM: Ele jogou no Flamengo e agora será protagonista de novela Global

A polícia ainda vai investigar quais são as causas que motivaram a proposta ao goleiro e ainda suspeita-se de que possam haver ligações com apostas online ou envolvimento de outros clubes de Santa Catarina. O Andraus-PR, clube de Fred Nelson, ainda não se manifestou sobre o caso.

    Leia tudo sobre: futebol