Tamanho do texto

Ahmed Musa foi acusado por violência doméstica, mas foi liberado após duas horas de depoimento à polícia de Leicestershire

Ahmed Musa, jogador do Leicester City Football Club
Reprodução
Ahmed Musa, jogador do Leicester City Football Club

O jogador nigeriano Ahmed Musa foi preso na manhã da última quarta-feira (5), após ser acusado de agredir sua esposa, Jamila. De acordo com o jornal "The Independent", o atacante foi levado sob custódia pela polícia de Leicestershire e passou por duas horas de interrogações.

LEIA TAMBÉM: Coutinho marca e se torna o brasileiro que mais fez gols na Premier League

Tony Harris, agente do jogador de 24 anos, negou as acusações feitas e disse que Musa "não prejudica nem mesmo uma mosca". "É normal um casal se desentender de vez em quando, no entanto, em nenhum momento Musa atingiu sua esposa, nem foi atacado por ela. Tratava-se de uma mera questão matrimonial que agora está resolvida e voltarão a se falar", garantiu.

"Todo mundo sabe que Musa é um bom companheiro. Ele não bebe nem fuma, não vai à festas e nunca teve qualquer tipo de problema com a polícia em toda a sua vida. Ele não poderia prejudicar uma mosca", completou Harris.

LEIA TAMBÉM: Messi revela qual é o título mais valioso de sua carreira; descubra qual é

O casal vive em uma casa com seus dois filhos Ahmed Junior e Halima, na vila de Countesthorpe, avaliada em R$ 3,3 milhões. Um vizinho ainda chegou a afirmar que Musa aparenta ser uma boa pessoa: "Ahmed é um cara legal. Ele está sempre com um sorriso amigável, mas eu não sei nada sobre sua vida privada". Outro morador da vila declarou que nunca ouve barulho vindo da casa de Musa e não imaginava que a polícia teria sido chamada por lá.

Consequências

O clube inglês do nigeriano ainda fez um comunicado oficial sobre o caso. "Estamos conscientes de que Ahmed Musa tem colaborado com a polícia. A investigação é fechada e não faremos nada a respeito, não vemos necessidade de tomar medidas. No entanto, Ahmed terá que se explicar quando retornar aos treinamentos”, divulgou o Leicester.

LEIA TAMBÉM: Filho de Caio Jr. desabafa e critica nova direção Chapecoense após jogo

A polícia local confirmou que o jogador foi detido sob suspeita de violência doméstica, mas que após depoimento, foi liberado. Nenhum tipo de ocorrência ou acusação foi feito ao atacante.