Tamanho do texto

Principal jogador da seleção Albiceleste, Messi ofendeu o auxiliar Emerson Carvalho e por isso foi punido pela Fifa; ele volta apenas na última rodada

Maior jogador da Argentina no momento, Lionel Messi foi suspenso pela Fifa por quatro jogos por ter ofendido o auxiliar brasileiro Emerson Carvalho, durante a vitória sobre o Chile, na última quinta-feira. Por este motivo, ele não irá enfrentar a Bolívia nesta terça, às 17h, e também perde mais três importantes jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

Leia também: Neymar volta a fazer lobby para o Barcelona contratar Philippe Coutinho

Fora a punição, o craque recebeu uma multa da entidade máxima do futebol de 10 mil francos suíços (aproximadamente R$ 32 mil, na cotação atual). Assim, a dor de cabeça do técnico Edgardo Bauza aumenta, já que além de Messi , outros nomes, como Mascherano e Higuaín, não poderão jogar.

Messi se irritou com o auxiliar brasileiro Emerson Carvalho e o xingou. Por isso, foi suspenso pela Fifa
Reprodução
Messi se irritou com o auxiliar brasileiro Emerson Carvalho e o xingou. Por isso, foi suspenso pela Fifa

O argentino reclamou com o auxiliar brasileiro por uma falta marcada sobre o chileno Beausejour. Quando Emerson Carvalho sinalizou a falta para o árbitro Sandro Meira Ricci, Messi se irritou o encarou e também o xingou. "La c... de tu madre", disse.

Leia também: Incêndio atinge estádio do Shanghai Shenhua, clube de Carlitos Tevez na China

Depois do apito final, mesmo com a vitória de sua seleção, ele foi novamente reclamar com o auxiliar e novamente o xingou. No momento comum de cumprimentos, ele apertou a mão de Ricci e do outro auxiliar, Marcelo Van Gasse, com Carvalho, ele apenas o encarou e virou as costas.

Segundo a Fifa, o jogador infringiu o Artigo 57 do Código Disciplinar da entidade. A Federação Argentina poderá entrar com recurso para evitar que o seu maior jogador fique fora de tantos jogos. O camisa 10 perde, além da partida contra a Bolívia, as partidas contra Uruguai, fora de casa, Venezuela, em casa e Peru, também em solo argentino. A volta à seleção Albiceleste será na última rodada do classificatório, contra o Equador, fora de casa.

Confira a nota da Fifa sobre o caso

"O Comitê Disciplina da Fifa - em aplicação dos artigos 77 a) e 108 do Código Disciplinar da Fifa - chegou a uma decisão em relação a Lionel Messi, por conta do incidente ocorrido durante a partida entre Argentina e Chile no dia 23 de março de 2017, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

O jogador Lionel Messi foi declarado culpado de violar o artigo 57 do CDF, por direcionar insultos ao assistente.

Como resultado, Lionel Messi está suspenso de quatro partidas oficiais e sancionado com uma multa de 10 mil francos suíços (R$ 32 mil, aproximadamente). O primeiro jogo na qual a sanção começa a ser cumprida é na próxima partida das Eliminatórias, entre Bolívia e Argentina, que será jogada hoje, 28 de março. O restante da suspensão será cumprido nos próximos jogos das Eliminatórias.

A decisão neste caso é similar a outros casos do Comitê Disciplinar da Fifa. O jogador e a Associação de Futebol Argentina (AFA) foram informados da decisão hoje."

Leia também: CBF divulga imagens do novo uniforme 3 da seleção brasileira, em verde escuro

Mesmo com Messi, as apresentações da seleção argentina nas Eliminatórias não tem sido das melhores. Antes da magra vitória sobre o Chile, a equipe ocupava a quinta colocação e estava fora da zona de classificação direta ao Mundial. Sem seu principal jogador e contra adversários difíceis, como a própria Bolívia, na altitude, Uruguai, segundo colocado, e Equador, que hoje ocupa a quinta posição, a Albiceleste deverá se superar para confirmar sua ida à Copa da Rússia.