Tamanho do texto

Dele Alli, o melhor jogador jovem do futebol europeu é príncipe da tribo Yorubá, que representa mais de 20% da população da Nigéria

Dele Alli, eleito melhor jogador jovem do continente europeu
Twitter/Reprodução
Dele Alli, eleito melhor jogador jovem do continente europeu

O jornal inglês "Daily Mail" divulgou nesta sexta-feira (24) uma lista dos 50 melhores jogadores jovens. Para o jogador aparecer na relação, deveria ter menos de 23 anos e atuar no continente europeu.

LEIA TAMBÉM: Jogador da seleção inglesa é príncipe de tribo na Nigéria

No topo da lista, aparece Dele Alli. Aos 20 anos, o jogador inglês é uma sensação na Premier League e ainda defende a seleção nacional. O meia é descendente da realeza africana e príncipe da tribo Yorubá, o segundo maior grupo étnico-linguístico da Nigéria.

Contratado pelo Tottenham em 2015 por R$ 19,8 milhões, Dele atuamente vale quase dez vezes mais que este valor. "Ele é especial", elogiou a publicação. "Ele é ocasionalmente criticado por ser muito agressivo. Mas você perdoa momentos como esse pelas coisas absolutamente sensacionais que ele faz com a bola, pela maneira que ele está melhorando, pelo talento que ele já tem. O quão bom Alli pode ser? É difícil dizer. Carreiras podem ir por água abaixo em instantes, mas se ele continuar ao longo de sua curva ascendente, então o céu é realmente o limite".

LEIA TAMBÉM: City pode bater recorde e comprar goleiro de 18 anos por meio bilhão de reais

Veja a lista:

1º Dele Alli: Tottenham, 21
2º Gianluigi Donnarumma: Milan, 18
3º Leroy Sane: Manchester City, 21
4º Kylian Mbappe: Monaco, 18
5º Youri Tielemans: Anderlecht, 19
6º Gabriel Jesus: Manchester City, 19
7º Raheem Sterling: Manchester City, 22
8º Ousmane Dembele: Borussia Dortmund, 19
9º Renato Sanches: Bayern de Munique, 19
10º Hector Bellerin: Arsenal, 22
11º Moussa Dembele: Celtic, 20
12º Julian Brandt: Bayer Leverkusen, 20
13º Thomas Lemar: Monaco, 21
14º Tiemoue Bakayoko: Mônaco, 22
15º Bernardo Silva: Mônaco, 22
16º Christian Pulisic: Borussia Dortmund, 18
17º Julian Weigl: Borussia Dortmund, 21
18º Mateo Kovacic: Real Madrid, 22
19º Wylan Cyprien: Nice, 22
20º Adrien Rabiot: Paris Saint-Germain, 21
21º Mahmoud Dahoud - Borussia Mönchengladbach, 21
22º Timo Werner: RB Leipzig, 21 anos
23º Saul Niguez: Atlético Madrid, 22
24º John Stones: Manchester City, 22
25º Anthony Martial: Manchester United, 21
26º Serge Gnabry: Werder Bremen, 21
27º Andreas Christensen: Borussia Monchengladbach, 20
28º Alex Iwobi: Arsenal, 20
29º Ryan Sessegnon: Fulham, 16
30º Marquinhos: Paris Saint-Germain, 22
31º Marcus Rashford: Manchester United, 19
32º Joshua Kimmich: Bayern de Munique, 22
33º Naby Keita: RB Leipzig, 22
34º Piotr Zielinski: Nápoles, 22
35º Kasper Dolberg: Ajax, 19
36º Ruben Neves: Porto, 20
37º Alex Grimaldo: Benfica, 21
38º Maxime Lopez: Marseille, 19
39º Eric Bailly: Manchester United, 22
40º Jose Gimenez: Atlético Madrid, 22
41º James Ward-Prowse: Southampton, 22
42º Victor Lindelof: Benfica, 22
43º Giovanni Simeone: Genoa, 21
44º Jose Luis Gaya: Valencia, 21
45º Morgan Sanson: Marseille, 22
46º ​​Sandro Ramirez: Málaga, 21
47º Alexander Isak: Borussia Dortmund, 17
48º Niklas Sule: Hoffenheim, 21
49º Levin Oztunali: Mainz, 21
50º Franck Kessie: Atalanta, 20

LEIA TAMBÉM: Paixão pelo futebol é semelhante ao amor romântico, comprovam cientistas

Brasileiros

Os brasileiros marcaram presença na 6ª e 30ª colocação, com Gabriel Jesus e Marquinhos, respectivamente. Aos 19 anos, Jesus mal chegou no futebol europeu e já obteve sucesso imediato. Com três gols em cinco jogos, o ex-Palmeiras encantou os torcedores do Manchester City mas agora se recupera de uma lesão. "Ao começar jogando, ficou cada vez mais claro o quão bom Gabriel Jesus era. Ele se encaixa perfeitamente na nova linha de frente de Guardiola, mais do que Aguero", destacou o jornal.

"Parece que Marquinhos está por aqui há tanto tempo que é quase impossível de acreditar que ele só tem 22 anos. O jogador estabeleceu-se como um dos defensores mais elegantes da Europa, demonstrando velocidade, força e timing supremo", ressaltou a publicação.