Tamanho do texto

Dois anos após a morte da esposa Rebecca, Rio Ferdinand ainda tenta superar o drama de um novo recomeço ao lado dos três filhos do casal

Rio Ferdinand
Divulgação
Rio Ferdinand

Rio Ferdinand perdeu a esposa em maio de 2015, de 34 anos, apenas dez semanas depois de ser diagnosticada com câncer de mama. Aos poucos, o ex-Manchester United tenta reconstruir a vida, junto com os três filhos frutos do casamento com Rebecca Ellison.

LEIA TAMBÉM: Schweinsteiger deixa o Manchester United e vai jogar em time dos Estados Unidos

"Ninguém te prepara para lidar com a perda. Eu tive uma vida inacreditável, uma esposa incrível, ótimas crianças e em seguida, bang, no momento em que Rebecca foi diagnosticada, tudo mudou. Eu preciso de ajuda, eu sei que preciso de ajuda", disse Ferdinand ao "The Sun".

O jogador tinha certeza de que ela se sairia bem, já que fez isso em 2013. Mas na segunda vez, a doença era terminal. "Antes de ir, ela me disse que eu seria um pai e também uma mãe maravilhosa para as crianças", disse. Quatro semanas depois da morte da esposa, Rio anunciou sua aposentadoria do futebol, algo que estava planejando para aproveitar ao lado dela. "Eu sabia que quando me aposentasse, voltaria a ser um homem mais presente na família. Eu estava ansioso por isso".

O primeiro instante após a perda, Ferdinand conta ter sido o mais difícil. Além de ter aumentado o consumo de álcool, o jogador ainda sofreu um acidente de carro e passou por ataques de pânico. "No começo, eu estava bebendo muito à noite. Nos primeiros três ou quatro meses, depois que as crianças dormiam, eu descia para beber. Cheguei a ter um ataque de pânico sozinho em casa."

LEIA TAMBÉM: Neymar compraria Coutinho e Lucas; veja os 20 brasileiros mais valiosos do mundo

Ele ainda admite jamais tinha considerado o suicídio como saída, mas perder a esposa o fez entender o porquê das pessoas tirarem suas próprias vidas. "Eu costumava pensar como poderia alguém ser tão egoísta e cometer suicídio? Mas agora posso simpatizar, posso entender".

Rio Ferdinand e sua esposa Rebecca
Divulgação
Rio Ferdinand e sua esposa Rebecca

Família

"Nós homens somos ignorantes. As mulheres cuidam da família e da casa e nós não vemos isso como um trabalho. É um trabalho duro", disse Ferdinand. "São coisas básicas. Eu costumava levantar e levas as crianças para a escola todos os dias, eu só acordava dez minutos antes de sair. E eles já estavam de banho tomado, alimentados e eu só os coloquei no carro. E esse era o meu papel".

O seis vezes campeão da Premier League sustenta a sua perda nos filhos Lorenz (10), Tate (8) e Tia (5). "Minha menina dorme comigo todas as noite e ela está naquela idade inocente, onde fala livremente. Mas com os meus meninos é mais difícil". Na cozinha, eles escrevem memórias e as colocam em um pote. "É isso que faz com que eles fiquem fortes, mantendo as lembranças vivas", disse o jogador.

LEIA TAMBÉM: Técnicos e árbitro são presos após exigirem sexo de jogadores italianos

"Quando eu conheci outros pais e maridos que lidaram com a mesma situação, eu descobri que não existe um cronograma real. Um deles falou: 'Quem ainda usa o anel do casamento?' E eu fui o único que levantei a mão. Eles sentiam que para seguir em frente, eles precisavam tirar o anel. Mas eu dizia: 'Obrigado, mas não há nenhuma hipótese de eu tirar o meu'. É apenas diferente. É uma situação pessoal", contou.

Atualmente Ferdinand está em um relacionamento com Kate Wright e ele afirma que cada um tem o seu momento para se envolver com alguém novamente. "Um dos caras entrou em um novo relacionamento apenas alguns meses depois. Mas eu sei quando é o meu momento certo e agora eu estou confortável com isso", disse.