Tamanho do texto

Bruno assinou contrato de dois anos com o clube mineiro e receberá mais do que o meia Radamés, quem tinha o maior salário antes de sua chegada

Goleiro Bruno posa com a camisa do Boa Esporte
Divulgação
Goleiro Bruno posa com a camisa do Boa Esporte

Apesar de ter perdido todos seus cinco patrocinadores, o Boa Esporte vai continuar com o goleiro Bruno Fernandes. Em uma recente entrevista, o presidente do clubejá tinha afirmado que "a chance de desistência é zero". E mesmo mal tendo chegado em Varginha, Bruno receberá uma boa grana.

LEIA TAMBÉM: "Seja bem-vindo"! Bruno é aplaudido por torcedores em primeiro treino pelo Boa

De acordo com uma publicação da revista "Veja", Bruno terá o maior salário da equipe mineira e receberá cerca de R$ 30 mil mensais, sem contar os possíveis bônus por participação e jogos. O novo contratado ainda vai superar o salário do meia Radamés, que até então, era o que mais recebia do Boa Esporte.

Toda a repercussão negativa da contratação não pareceu afetar o time do sul de Minas Gerais. "Não devemos satisfação a patrocinador algum em relação à parte técnica. Eles não tem que dar aval para uma contratação ser feita, por isso não consultei ninguém. Soube agora que pessoas da prefeitura são contra e que o jurídico lá vai analisar a questão. Pois bem. Se a prefeitura de Varginha não nos quiser aqui, vamos embora. O clube não vai acabar por causa disso", afirmou Rone Moraes, o presidente do Boa.

LEIA TAMBÉM: No embalo de Bruno, veja atletas que saíram da prisão e voltaram aos gramados

Boa Esporte

"Pode ir embora todo mundo que nossa fonte de renda é o dinheiro da TV. Por isso espero chegar a uma folha salarial de uns R$ 200 mil para a disputa da Série B", completou. O atual campeão da Série C do Brasileirão vai disputar em 2017 a divisão de acesso ao futebol brasileiro e receberá da CBF uma quantia de cerca de R$ 4 milhões pelos direitos de transmissão de jogos na televisão.

Um dos três donos do Boa Esporte, Rone Moraes ainda acredita que o novo contratado irá atrair mais torcedores aos estádios. "Acho que vamos ter muito mais gente, por causa do ídolo que o Bruno é", disse.

LEIA TAMBÉM: Agora em liberdade, goleiro Bruno carregava as chaves da própria cela na prisão

Bruno ainda passará por um treinamento técnico e físico que durará em torno de 50 dias. "Vamos deixar rolar", afirmou o goleiro após o primeiro treino com a camisa do Boa Esporte. O contrato com o clube mineiro tem duração de dois anos.

    Leia tudo sobre: futebol